Você está aqui: Página Inicial > Campus > Satuba > Extensão > Projetos
conteúdo

Projetos de Extensão

por Adriana Cirqueira publicado 12/08/2019 10h48, última modificação 08/07/2022 11h06

          Projeto de Extensão é um conjunto de atividades sistematizadas e contínuas, com objetivos específicos e prazo determinado, podendo ser ou não associado a um programa, com caráter educativo, tecnológico, social, cultural, artístico e/ou esportivo.

 

Projetos 2022

 

Ação na Rua: Um projeto em prol dos cães e gatos de rua e de conscientização de crianças e jovens sobre o abandono de animais domésticos

          Este projeto tem como objetivo fazer uma interação entre a comunidade do Instituto Federal de Alagoas-Ifal (Campus Satuba) e a sociedade do município de Satuba-AL, através de informações que se deve ter nos cuidados dos animais. Assim como também permitir a participação desta sociedade em ações benéficas aos animais abandonados nas ruas. Essas ações serão um meio de banir a procriação desregrada e assim reduzir o número de animais desvalidos. O mesmo também visa a conscientização de crianças e jovens, nas escolas públicas e particulares (do ensino fundamental e médio) do Munícipio. Portanto, o projeto traz as seguintes atividades: cuidar, alimentar, tratar e esterilizar (castração) os animais abandonados que transitam nas ruas do município de Satuba-AL. As ações serão administradas com o intermédio de alunos do Ifal (Campus Satuba), com a orientação de professores da instituição, um profissional da área de Medicina Veterinária e voluntários. Os alunos levarão às escolas informações, por meio de palestras e distribuição de panfletos ilustrativos, com a intenção de alertá-los sobre os problemas, para a sociedade e para o próprio animal, quando abandonado. Além de enfatizar a importância da esterilização, com isto trazer harmonia socioambiental à toda população e promover o bem-estar animal. Leia mais.

 

Educatando: Educação ambiental e coleta seletiva em escolas de Satuba -AL

          O projeto Educatando: Educação ambiental e coleta seletiva em escolas de Satuba -AL, faz parte da continuidade do projeto Educatando, que desenvolve ações de disseminação da coleta seletiva no município de Satuba nas escolas envolvidas no projeto :escola estadual Onélia Campelo, Colégio Evolução e escola municipal Josefa Silva Costa, com a inclusão dos catadores de resíduos sólidos daquele município. O projeto atende a diretriz II do edital da PROEX Nº 4/2022, que é interagir de forma sistematizada com a comunidade externa, por intermédio da participação das/os servidoras/es e discentes do IFAL, assim como com a diretriz VII, colaborar para o fortalecimento da identidade institucional do Ifal, desempenhando papel de agente transformador da realidade local. Leia mais.

 

Gestão de Resíduos Sólidos Orgânicos proveniente do setor de alimentação

          A geração de resíduos tem aumentado mundialmente ao longo dos anos, acompanhando o crescimento populacional. No Brasil, aproximadamente 55% dos resíduos sólidos urbanos correspondem a matéria orgânica putrescível, tendo como principal fonte de geração os estabelecimentos do segmento de alimentação. Usualmente, estes resíduos são dispostos em locais não controlados, promovendo impactos ambientais, ou em aterros sanitários, reduzindo a vida útil destes. Porém, a Política Nacional de Resíduos Sólidos estabelece que os resíduos sólidos são material de valor agregado, devendo-se aproveitar o máximo do que esse material pode fornecer. Nesse contexto, este projeto tem como objetivo auxiliar a sociedade civil e a empresa parceira na gestão dos resíduos sólidos orgânicos (RSO). Para isso, será utilizado o processo de compostagem dos RSO não contaminados produzidos nos restaurantes e lanchonetes do Parque Shopping Maceió em conjunto com esterco dos setores de produção animal e folhagem das árvores do Ifal campus Satuba. Com isso, espera-se estimular a sociedade na gestão adequada de resíduos, auxiliar a empresa parceira na gestão dos RSO produzidos nos seus restaurantes e lanchonetes, reduzir o volume de RSO destinado ao aterro sanitário, produzir composto orgânico e biofertilizante como resultado do processo de compostagem. Além disso, a instalação de uma unidade de compostagem tem potencial de uso em aulas práticas para alunos do curso Técnico em Agropecuária do Ifal campus Satuba, nas modalidades médio integrado e subsequente, aproximando-os de uma vivência profissional. Também poderá despertar em toda comunidade escolar um olhar voltado para disposição adequada de resíduos. Esse projeto atende às diretrizes I à V, além do VII do item 3.1, do Edital PROEX Nº 04/2022. Leia mais.

 

Interações com a Agricultura Familiar - IFAL e Feira da Agricultura Familiar FETAG - AL

          A agricultura familiar desde sempre tem um papel fundamental no desenvolvimento da sociedade nas diversas áreas, política, social, econômica e geográfica. Mesmo com tamanha importância e significância este segmento da produção de alimento não recebe as devidas atenções para o seu melhor desenvolvimento na produção e produtividade. Com ações que são praticadas há décadas e repassadas por gerações, muitas vezes sem receber a atenção do estado em assistência técnica que oriente a família produtora a potencializar o que a região tem como perfil produtivo como técnicas sustentáveis, de armazenamento e conservação dos produtos, beneficiamento para transformação e derivados agregando valor ao produto. De forma organizada e assistida por associações, sindicatos e federações, essas famílias conseguem comercializar seus produtos em feiras, centros, locais que começam a ser determinantes para o conhecimento dos seus trabalhos e produtos. Neste sentido a presente proposta tem como objetivo oferecer atividades de formação técnica as famílias de agricultores familiares que fazem parte da Feira da Agricultura da Fetag-AL, por meio de palestras dentro das áreas de interesse da agricultura familiar, buscando a melhoria por meio da educação das ações que já são desenvolvidas e possam ser desenvolvida após esta capacitação, de forma que cada integrante da feira seja capaz de multiplicar as ações em suas famílias e comunidade se tornando os protagonistas e agentes multiplicadores determinantes no engajamento das famílias no processo de organização das comunidades e no trabalho em rede e o desenvolvimento coletivo da agricultura. Leia mais.

 

Mulheres Empreendedoras da Agricultura Familiar

          O empoderamento das mulheres é uma estratégia que visa a sua sobrevivência dentro de vários cenários, sendo o principal a resistência do existir. Dentre as mais diversas áreas do conhecimento a mulher vem desafiando os obstáculos, tendo que provar suas capacidades, como força, competência, inteligência para ser inserida em locais de trabalho e ocupar esses espaços, independente da hierarquia. A importância do fortalecimento dessas mulheres é urgente, pois são elas que fazem acontecer a agricultura familiar, são elas responsáveis direta e indiretamente pela elaboração e realização dos afazeres da casa, dos filhos, da produção e comercialização de produtos, além da responsabilidade do controle financeiro da casa e das comercializações. Além desses fatores as mulheres da nossa região nordeste ainda enfrentam o convívio das questões climáticas que é uma constante na agricultura familiar. O objetivo deste projeto é capacitar mulheres agricultoras que participam da Feira da Agricultura Familiar da FETAG - AL por meio de palestras e oficinas que as empoderem e fortaleçam seus conhecimentos sobre saúde, finanças, empreendedorismo e técnicas específicas para melhorar a produção e produtividade das suas culturas e criações. Este projeto está versado no que atendendo as diretrizes seguintes: promoção de saúde e qualidade de vida, trabalho e inclusão social; organização popular para o trabalho. Leia mais.

 

O teatro como instrumento de inclusão nas escolas públicas de Satuba

          O projeto intitulado " O Teatro como instrumento de inclusão nas escolas públicas de Satuba" tem como objetivo promover ações inclusivas dentro do Programa Artifal através de estudos e discussões sobre conceitos e legislações que culminarão com produções teatrais e debates sobre as formas de eliminação de barreiras as quais dificultam a autonomia, a permanência e a saída com êxito de estudantes com necessidades específicas. Verifica-se que a problemática da exclusão encontra-se muitas vezes associada a diversas formas de preconceito oriundas de parte das famílias e comunidade escolar. Reitera-se que as dificuldades educacionais ora expostas ocorrem como consequência da falta de conhecimento sobre os direitos da pessoa com necessidades específicas e das insipientes formações para os profissionais envolvidos. Nesse contexto, as ações do Artifal em escolas públicas de Satuba integrarão o conhecimento à arte como estratégias de sensibilização de grupos envolvidos os quais atuarão como multiplicadores de inclusão no ambiente escolar. A metodologia adotada compõe-se de estudos, formação de grupo teatral, oficinas, elaboração de textos, montagem e apresentação de peça seguida de reflexões sobre a temática trabalhada. A proposta em questão atende às diretrizes do projeto no que tange à natureza extensionista, por envolver cerca de 100 estudantes externos no universo da arte, estabelecendo um diálogo entre o IFAL e a sociedade. O caráter educativo e cultural tem impacto social no que se refere às discussões sobre a inclusão no ambiente escolar e na vida, além do contato e valorização da arte como ponte para o protagonismo juvenil, a eliminação de barreiras e as transformações individuais e coletivas na busca da igualdade de condições para os cidadãos e respeito às diferenças. Leia mais.

 

Shows de ciências no nono ano do ensino fundamental

          Na literatura é fato que os alunos brasileiros possuem uma grande dificuldade na aprendizagem na área de ciências, o que pode ser comprovado pelas notas baixas destes estudantes nas mais diversas provas de desempenho, como o ENEM por exemplo. Um outro reflexo de tal dificuldade é a carência de profissionais docentes nas disciplinas abarcadas pelas ciências. Os estudantes alagoanos e em particular das regiões próximas ao município de Satuba, também possuem desempenho não satisfatório e baixa motivação para a aprendizagem das ciências. Sabe-se que o quanto antes os jovens forem apresentados ás ciências e com metodologias de aprendizagem mais modernas e aplicadas ao cotidiano (como experimentos, filmes, músicas, etc.) maior serão as chances destes obterem êxito nas disciplinas da área em questão. Por isso, nosso projeto se dispõe a levar pequenos shows de ciências a alunos do nono ano das escolas do entorno do IFAL Satuba. Nestes shows traremos experimentos, filmes, monólogos, dentre outras metodologias para abordar temas de ciências. Visamos com isso interagir de forma sistematizada com a comunidade externa, por intermédio da participação das/os servidoras/es e discentes do Ifal. Em nossos shows estimulares os jovens a seguir carreira em ciências, contribuindo para o desenvolvimento da sociedade, constituindo um vínculo que estabeleça troca de saberes, conhecimentos e experiências para a constante avaliação e vitalização da pesquisa e do ensino. Levaremos estes para uma visita aos laboratórios do IFAL e citaremos também as formas de ingresso ao IFAL Satuba, estimulando os jovens a realizar a prova e com isso promoveremos atividades que oportunizem o acesso à educação profissional estabelecendo mecanismos de inclusão e colaboraremos com o fortalecimento da identidade institucional do Ifal, desempenhando papel de agente transformador da realidade local e regional. Leia mais.

 

 

 

 Projetos de extensão 2021

Projetos de extensão 2020

Projetos de extensão 2019

Projetos de extensão 2018

Projetos de extensão 2017