Você está aqui: Página Inicial > Campus > Satuba > Notícias > Projeto do Ifal Satuba é contemplado em edital nacional
conteúdo

Notícias

Projeto do Ifal Satuba é contemplado em edital nacional

Com recursos do programa AgroResidência, do Mapa, a iniciativa visa a capacitação profissional de 20 profissionais recém-formados e assessoramento técnico a unidades produtoras
por Adriana Cirqueira publicado: 07/10/2020 13h33, última modificação: 07/10/2020 16h52
O professor Francisco Rafael e o técnico Luciano Araújo são os responsáveis pelo projeto

O professor Francisco Rafael e o técnico Luciano Araújo são os responsáveis pelo projeto

Com o projeto "Capacitação de profissionais recém-formados nas áreas de ciências agrárias e afins em sistemas de produção de importância econômica na região Nordeste com enfoque em práticas de manejo sustentáveis e no uso de tecnologias digitais", o Instituto Federal de Alagoas - Campus Satuba foi contemplado em primeiro lugar no estado de Alagoas, no Edital de Chamamento Público do Programa de Residência Profissional Agrícola (AgroResidência), do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), por meio da Secretaria de Agricultura Familiar e Cooperativismo (SAF).

O programa tem o objetivo de selecionar propostas de projetos de instituições de ensino públicas federais voltados para a qualificação técnica de estudantes e recém-egressos de cursos de ciências agrárias e afins, de nível médio e superior. Para os responsáveis pelo projeto, Francisco Rafael da Silva Pereira, professor orientador e responsável técnico, e Luciano Araújo, técnico em agropecuária, coordenador técnico e administrativo, a elaboração da proposta foi motivada pelo desafio de participar do primeiro edital nacional dessa natureza "e, sobretudo, por acreditar no potencial do Campus Satuba para participar do programa, dada a sua história de formação profissional agrícola focada no aprender fazendo, assim como por ser uma grande oportunidade para os nossos estudantes ampliarem a formação e aumentarem a empregabilidade".

Para fortalecer a iniciativa, Rafael e Luciano buscaram o apoio de empresas parceiras comprometidas com o desenvolvimento agropecuário e, a partir de suas demandas, foi elaborado o projeto aprovado, que contempla a formação profissional prática dentro das unidades produtivas nos sistemas de produção de bovinocultura, fruticultura, cana-de-açúcar e avaliação do uso de resíduos agroindustriais nas áreas agrícolas, com enfoque em práticas de manejo sustentáveis e no uso de tecnologias digitais. "Além disso, na fase da execução, teremos o suporte técnico do Prof. Rubem Ramos e do Prof. Harlisson Ferro, como professores voluntários. Também é importante salientar que contamos, desde a elaboração da proposta, com o apoio institucional do Campus Satuba”, informa Rafael.

O projeto tem orçamento previsto de R$ 300.153,60, duração de 24 meses e inclui várias atividades como diagnóstico das unidades produtivas, elaboração de planos de trabalhos, capacitações, assessoramento técnico, pesquisas para soluções de problemas, workshop, entre outras, e prevê uma visita mensal a cada unidade residente (UR), além, de reuniões e treinamentos online. "A iniciativa beneficiará 20 jovens recém-formados com auxílio financeiro mensal, vivência e capacitação profissional e as unidades produtivas com assessoramento técnico e desenvolvimento de soluções”, afirmam os responsáveis.

Para Valdemir Chaves, diretor-geral do campus a aprovação é motivo de muita alegria e satisfação: "o resultado final nos enche de orgulho, ainda mais porque sabemos que é fruto de um esforço coletivo e com objetivos claros: ampliar as oportunidades de aprofundamento da formação profissional e empregabilidade dos estudantes egressos dos cursos técnicos em agropecuária e agroindústria, ofertados pelo Ifal campus Satuba".

Além de Rafael, outros servidores do campus participaram do edital. "Mesmo em um cenário de extremas dificuldades os professores Francisco Rafael, Nelson Augusto e a professora Ingrid Sofia se prontificaram a encarar esse desafio. As três propostas de projeto submetidas foram aprovadas preliminarmente, mas em virtude da limitação orçamentária, apenas a com maior pontuação, do prof. Rafael, figurou no resultado final. Nosso campus, mais uma vez, conquistou com destaque positivo em um edital nacional bastante concorrido", complementa Valdemir.

O Programa

O AgroResidência foi instituído pela Portaria nº 193/2020 do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento com o objetivo de apoiar a formação de profissionais com as competências necessárias para a atuação nas áreas de ciências agrárias e áreas correlatas, por meio de treinamento prático, supervisionado e orientado.

Para ser residente pelo AgroResidência é preciso ter entre 15 e 29 anos de idade e ser estudante ou recém-egresso de cursos nas áreas de ciências agrária e afins, de nível médio ou superior. Os estudantes precisam ter cursado todas as disciplinas do curso e os egressos deverão ter concluído o curso há, no máximo, 12 meses. Os interessados devem aguardar a divulgação de edital específico do Ifal Campus Satuba, que estabelecerá critérios e procedimentos de seleção, conforme a portaria.

Para conhecer melhor o AgroResidência – Programa de Residência Profissional Agrícola, visite o site do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, e para acessar o edital, resultado final, releases e outras informações, disponibilizamos os links abaixo:

Edital

Resultado Preliminar

Resultado Final