Você está aqui: Página Inicial > Campus > Satuba > Notícias > Napne Satuba promove seu I Ciclo de Lives em Educação Inclusiva
conteúdo

Notícias

Napne Satuba promove seu I Ciclo de Lives em Educação Inclusiva

A atividade será realizada na plataforma de compartilhamento de vídeos YouTube
por Adriana Cirqueira publicado: 18/11/2020 15h38, última modificação: 18/11/2020 15h53

O Núcleo de Atendimento às Pessoas com Necessidades Específicas (Napne) do Instituto Federal de Alagoas Campus Satuba está promovendo o "I Ciclo de Lives em Educação Inclusiva - Ifal Campus Satuba", a ser realizado nos dias 24 de novembro e 01 de dezembro de 2020. Será o primeiro evento promovido pelo núcleo.

A coordenadora do Napne Satuba, Jéssica Tenório da Fonseca, informa que a atividade é destinada à comunidade acadêmica em geral e que não haverá inscrições, basta acessar o canal do YouTube da Diretoria de Ensino do campus nos dias indicados, sempre às 19 horas. Cada atividade terá em média uma hora e trinta minutos de duração.

No dia 24 de novembro, o evento será iniciado com a apresentação do núcleo e seus componentes, seguida da palestra de abertura com o psicopedagogo Helder Almeida, que abordará o tema "Inclusão Escolar". A interpretação simultânea para a Libras será realizada por Leandro Francisco (Ifal Campus Murici) e Angélica Cordeiro (Ifal Campus Arapiraca).

Com o tema "Deficiência intelectual e os desafios na sala de aula", a palestra do dia 01 de dezembro será proferida por Denise Barros Pereira, psicóloga clínica e institucional e arteterapeuta. As intérpretes Cristiana dos Anjos (Ifal Campus Marechal Deodoro) e Flávia Araújo (Ifal Campus Maceió) farão a transposição para a Libras.

Jéssica Tenório explica que a inclusão de crianças, adolescente e jovens com necessidades específicas nas escolas não só promove o desenvolvimento pessoal desses indivíduos mas também se constitui como uma ferramenta social importante da vida deles, uma vez que as escolas se apresentam como um ambiente capaz de gerar autonomia e promoção de relacionamentos interpessoais. "Eventos como estes promovem uma reflexão sobre diversidade e respeito, servindo como medida educativa para toda a comunidade acadêmica, bem como pais e familiares. É uma geradora, também, de sentimentos e ações de paciência, colaboração e empatia", ressalta a coordenadora.

Para a servidora, apesar de existirem escolas que se esforçam para oferecer a inclusão, muitas ainda são carentes, tanto tecnologicamente quanto na capacitação de pessoal. "Pensando nisso, o Napne do Campus Satuba propõe a realização desse I Ciclo de Lives em Educação Inclusiva como um evento norteador para profissionais de educação darem início ao processo de desenvolvimento educacional das/os estudantes com necessidades específicas", pontua. 

Com uma composição multidisciplinar, o Napne é um núcleo consultivo, propositivo e de assessoramento que tem, entre suas finalidades, o objetivo de incentivar, mediar e facilitar os processos de inclusão, integração, capacitação e fomentar práticas educativas democráticas. Mais informações podem ser obtidas através do e-mail: .