Você está aqui: Página Inicial > Campus > Satuba > Notícias > Do Campo para o Campus: Ifal Satuba realiza sua 1ª Feira da Agricultura Familiar
conteúdo

Notícias

Do Campo para o Campus: Ifal Satuba realiza sua 1ª Feira da Agricultura Familiar

Evento foi pioneiro ao trazer agricultores familiares para comercializar seus produtos dentro da tradicional escola agrícola alagoana
publicado: 13/12/2022 12h56, última modificação: 13/12/2022 14h47

Ao som da sanfona e sob um sol de sertanejo, a 1ª Feira da Agricultura Familiar no Ifal Satuba: Do Campo para o Campus reuniu agricultores, estudantes, servidores e visitantes em frente ao prédio central do Instituto Federal de Alagoas (Ifal) - Campus Satuba.

O evento, realizado na última quarta-feira (07), foi a culminância das atividades dos projetos de extensão: "InterAções com a Agricultura Familiar - Ifal e Feira da Agricultura Familiar FETAG - AL” e “Mulheres Empreendedoras da Agricultura Familiar", coordenados pela professora Tâmara Lúcia e com apoio da Pró-reitoria de Extensão (Proex) do Ifal e da Federação dos Trabalhadores na Agricultura do Estado de Alagoas (Fetag/AL).

Do campo para o campus

3.jpgCom variada oferta de produtos trazidos pelas/os agricultoras/res, como a banana, a laranja, a graviola, o inhame, a macaxeira, a batata doce, e diversas verduras e hortaliças, além de ovos, queijos, cocadas, mel, pães, bolos, biscoitos, doces, tapioca e do tradicional pastel com caldo de cana, havia ainda uma barraca de comidas típicas nordestinas com sarapatel e caldos.

Uma das barracas que mais atraiu consumidores logo na abertura da feira foi a da tapioca: feita na hora e com muito coco, fez sucesso com o café quentinho de brinde. Dona Josefa Maria da Silva comercializa seus produtos em feiras desde 2002 e na Fetag desde que o projeto foi iniciado. Junto à sua filha e sua neta, a família, natural de Murici, comercializa bolos, tapioca, chips de macaxeira, macaxeira, ovos, abacaxi, cocada, entre outros.

.Para o estudante do 1º ano de Agropecuária e residente do Campus, Fabio Alex da Silva Miranda, 16 anos, a feira teve uma importância a mais: trouxe ao campus sua mãe, pai e irmã. Toda sua família trabalha no campo e comercializa sua produção nas feiras da Fetag desde sua primeira edição. Naturais de Santana do Mundaú, seus pais, Alex e Fabiana, nasceram no campo e pertencem às famílias de agricultores. "Produzimos e comercializamos frutas, ovos e bolos artesanais que eu mesma faço", informa Fabiana.

Harlisson Ferro, professor e egresso do campus, afirma que o evento é uma ação valiosa para a formação escolar dos alunos, pois é uma oportunidade de relacionar o que é aprendido nas aulas e o que é praticado por boa parte dos pequenos produtores. "Eles conhecem a produção e aqui podem ver o contexto de comercialização e sustentabilidade que esse tipo de feira camponesa apresenta. É importante que visualizem que essa forma de produção é economicamente viável associando os benefícios ambientais e sociais ao agronegócio", explicou o docente enquanto escolhia seus produtos na barraca do sr. Francisco Manoel, agricultor de União dos Palmares.

Um marco para o Campus Satuba

.Segundo Tâmara, a ideia do evento foi trazer as/os agricultoras/es para o campus, para que tivessem a oportunidade de apresentar para a comunidade local, servidores e estudantes, um pouco do que eles fazem. "Para uma escola que é centenária e em 111 anos de história não se encontra um registro desse envolvimento com a agricultura familiar, essa feira é mais que uma ação, é um marco, talvez um marco definitivo para que seja de fato o primeiro de muitos outros eventos que tragam o agricultor familiar para o campus", afirma.

"A professora Tâmara Lúcia, bolsistas e colaboradoras/es trouxeram ao campus trabalhadoras/es muito valorosos para a nossa existência: as/os agriculturas/es familiares, que são responsáveis pelo cultivo da maioria dos alimentos que estão em nossas mesas todos os dias. Foi um dia épico, com a participação de toda a comunidade com os portões 9.jpgabertos à sociedade", comemora o diretor-geral do Campus Satuba, Valdemir Chaves.

"Este momento demonstra porque os projetos de extensão que o Ifal desenvolve são tão importantes. Eles não são para olharmos para dentro, são para abrirmos as portas e irmos até onde as pessoas que as nossas ações atingem estão e, quando possível, convidá-las para estarem aqui conosco", complementa Valdemir.

A feira trouxe em sua programação um espaço para troca de saberes com os produtores rurais, uma visita guiada acompanhada por técnicos para conhecer o Campus Satuba, atividades culturais, como recital de poesias e músicas e exposições fotográficas, além da distribuição de bolsas confeccionadas a partir de material reciclável e doação de mudas de plantas de jardim e hortaliças. 

Parcerias

8.jpg

"A Feira da Agricultura Familiar em Satuba é mais uma atividade extensionista ligada ao Programa de Agricultura Familiar (Peaf) e, sobretudo, uma ação que estabelece o elo entre a nossa instituição e a sociedade, trocando saberes e retroalimentando as práticas do ensino e da pesquisa. Para esse público em especifico, o Ifal que tem a inclusão como princípio defendido com muito afinco pelo reitor Carlos Guedes, vai também reparando uma dívida histórica com os pequenos agricultores no nosso estado, trazendo-o a visibilidade que por direito devem ter, como sujeitos que contribuem diretamente para a segurança alimentar da nossa população", explicou a pró-reitora de extensão do Ifal, Elisabete Duarte de Oliveira, que esteve presente no evento, juntamente ao reitor, Carlos Guedes, a pró-reitora de Ensino, Cledilma Costa, e o assessor executivo, Wellington Spencer.

6.jpgDurante a abertura, o diretor presidente da Fetag/AL, Givaldo Teles, cumprimentou a todos e falou da importância da realização da feira "Do Campo para o Campus" e do compromisso da federação com a agricultura familiar e da parceria com o Ifal. Agradeceu a iniciativa de Tâmara, a receptividade do diretor-geral do Campus e a atuação dos demais servidores envolvidos na atividade. Também participaram da abertura os representantes da Fetag: Robério Oliveira, secretário de Políticas Agrícolas, Raquel Braz, secretária de Mulheres, e Rilda Alves, secretária Política Social.

As feiras da agricultura familiar da Fetag/AL acontecem quinzenalmente na sede da federação, no bairro da Jatiúca, em Maceió e são um espaço de venda direta de produtos que são plantados e colhidos por agricultores familiares em suas propriedades e comercializados diretamente para o consumidor final.

Reportagem de Adriana Cirqueira e Pedro Barros

11.jpg