Você está aqui: Página Inicial > Campus > Penedo > Notícias > Docente do Ifal Penedo apresenta trabalhos em edição on-line do Congresso Nacional de Educação
conteúdo

Notícias

Docente do Ifal Penedo apresenta trabalhos em edição on-line do Congresso Nacional de Educação

Artigos tratam da prática docente na área de Engenharia e da atual dinâmica de ensino-aprendizagem no contexto de pandemia.
por Lidiane Neves publicado: 20/10/2020 14h12, última modificação: 21/10/2020 23h24
Vanessa Medeiros, professora do Campus Penedo.

Vanessa Medeiros, professora do Campus Penedo.

Em recente participação no Congresso Nacional de Educação (Conedu), a professora do Ifal Penedo, Vanessa Medeiros, apresentou trabalhos que reúnem reflexões sobre a prática docente na área de Engenharia e a atual dinâmica de ensino-aprendizagem no contexto de pandemia. Os artigos por ela submetidos e aprovados para apresentação no formato comunicação oral têm como títulos a “Desterritorialização da figura docente no ensino de Engenharia: vivências e diálogos” e o “Ensino remoto emergencial: as veias abertas do abismo social alagoano”.

No primeiro, ela questiona a educação clássica, conteúdista e tecnicista, centrada na figura do educador, e propõe uma ruptura, a desterritorialização, desse modelo. “O trabalho dialoga com as obras Pedagogia do Oprimido e Pedagogia da Autonomia, de Paulo Freire, e inclui a proposta de reterritorialização da Educação, com base em um novo olhar centrado no estudante”, relatou a docente, que ministra disciplinas da área técnica dos cursos de Açúcar e Álcool e de Química.

Já no segundo trabalho, a proposta foi fomentar um diálogo acerca do ensino remoto de caráter emergencial, como alternativa educacional durante o enfrentamento da pandemia de Covid-19, no estado de Alagoas, levando em consideração a análise de indicadores socioeconômicos. No artigo, Vanessa Medeiros tenta responder a três questionamentos com relação à plausibilidade em se produzir atividades didático-pedagógicas utilizando a internet como canal de comunicação; ao risco em se preocupar apenas com a inclusão digital e institucionalizar a “insolente transição da educação como direito para a educação como privilégio”; e à efetividade da Educação que está sendo praticada nesse contexto de ensino remoto.

"A excepcionalidade e ineditismo do cenário trazido pela pandemia e as alternativas inarticuladas que se tem buscado no
âmbito escolar, objetivando salvar o calendário letivo 2020, na verdade, têm desnudado o abismo social no qual Alagoas ainda se encontra", disse Vanessa Medeiros, como uma das conclusões desse segundo artigo.

O Conedu, cuja edição 2020 aconteceu de forma totalmente on-line, foi realizado entre os dias 15 e 17 de outubro, reunindo um público de mais de 7 mil participantes, segundo a organização do evento. As comunicações orais nos grupos de trabalho ocorreram pela plataforma Zoom e serão disponibilizadas, posteriormente, no site do congresso: conedu.com.br/evento-online. Os artigos apresentados também serão publicados nos anais do evento acadêmico.