Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Novos integrantes da Comissão de Supervisão e Controle (CIS) são empossados na Reitoria

Notícias

Novos integrantes da Comissão de Supervisão e Controle (CIS) são empossados na Reitoria

por Gerônimo Vicente - jornalista publicado: 31/05/2019 15h17 última modificação: 04/06/2019 08h20
Exibir carrossel de imagens Geronimo Vicente Novos integrantes da Comissão de Supervisão e Controle

Novos integrantes da Comissão de Supervisão e Controle

Os novos integrantes da CIS (Comissão de Supervisão Interna) do Instituto Federal de Alagoas (Ifal) foram empossados na manhã desta sexta-feira (31) pelo reitor Sérgio Teixeira durante solenidade ocorrida no Gabinete da Reitoria no bairro Jatiúca, na capital alagoana. A comissão é composta por servidores técnico-administrativos com a finalidade de acompanhar, orientar, fiscalizar e avaliar a implementação do plano de carreira da categoria no âmbito do instituto de Alagoas.

A eleição para a constituição da CIS ocorreu no dia 24 de abril passado e envolveu os técnicos administrativos da Reitoria e dos campi do Ifal. Foram escolhidos para compor a CIS: Fernanda Isis Correia da Silva (Reitoria); Ávila Jessica Teixeira de Menezes e Eurico de Lima César Júnior (Campus Maragogi);Bianca Maria Ferreira Cabral (campus Coruripe); Cristiane Simões Oliveira (Marechal Deodoro); Marcondes Inácio da Silva e Fernando Antônio Andrade Morais (Piranhas)e Maria Karine Gomes de Oliveira e Janaína Freitas de Andrade (Murici).

A presidente da CIS, Cristiane Simões Oliveira, eleita pelos demais integrantes da comissão,  prometeu trabalhar para fortalecer a categoria para que possa firmar as ideias, lutar por carga horária para projeto de extensão e pela flexibilização uma série de demandas que possamos garantir os nossos direitos. A CIS é muito importante para nossa categoria. É preciso caminhar juntos e dá passos importantes para a categoria. 

O reitor Sérgio Teixeira disse reconhecer que os servidores técnico-administrativos precisam se mobilizar para obter algumas conquistas já que as próprias normas no serviço federal deixam transparecer essa diferença com os docentes. “Sempre tratamos com igualdade, porém, infelizmente em alguns procedimentos fomos dificultados pela lei como, por exemplo, a RSC (Reconhecimento de Saberes e Competências) que, segundo ele, apesar da mobilização do Conif até no Congresso Nacional não houve êxito na reivindicação”.

Teixeira citou ainda a tentativa de incluir os servidores técnico-administrativos como professor dos mestrados em Tecnologia Ambiental e o do Profept, mas a legislação impediu. “Portanto sempre apoiei a isonomia entre técnico-administrativos e docentes, mas temos esbarrado na legislação” ressaltou o reitor.

Quanto à flexibilização de horário, o titular do Ifal fez uma retrospectiva da situação e citou que enquanto houve autonomia do Ifal, as seis horas foram estabelecidas. “Nos últimos anos fomos questionados pela CGU (Controladoria Geral da União) e, apesar de um relatório detalhado elaborado pela CIS e entregue aos técnicos fiscalizadores, a situação ainda é questionada pelo órgão. No entanto, a gestão prossegue na tentativa de encontrar alternativas para essa questão”, acrescentou o reitor.

O mandato dos novos integrantes da CIS é de três anos. Entre outras atribuições da comissão estão o dimensionamento das necessidades institucionais de pessoal, a elaboração de um programa de capacitação e aperfeiçoamento e de avaliação de desempenho.

 

registrado em: ,