Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Inep divulga desempenho de dois cursos do Ifal, avaliados pelo Enade

Notícias

Inep divulga desempenho de dois cursos do Ifal, avaliados pelo Enade

Docentes analisam dados ofertados pelo Exame

por Jhonathan Pino - jornalista publicado: 08/10/2019 19h02 última modificação: 09/10/2019 15h21

Com Gabriela Rodrigues

A edição de 2018 do Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade), publicada na última sexta-feira, 4, trouxe como parte de seus relatórios, o resultado da participação de alunos de dois cursos do Instituto Federal de Alagoas (Ifal). Ao todo, 131 estudantes foram convocados a participar do exame, dos quais 113 contribuíram para a formulação dos conceitos de Administração Pública e Tecnologia em Design de Interiores, 2 e 4, respectivamente. 

Para docentes, os resultados demonstram uma evolução da instituição no Exame. O curso superior de Design de Interiores, ofertado pelo Campus Maceió, por exemplo, consolidou-se como um dos melhores do Nordeste, permanecendo na lista dos melhores cursos superiores tecnológicos do país. A nota 4, obtida pelos alunos no exame mantém a graduação como referencial para quem procura um ensino de excelência em Alagoas, pois está acima do valor modal do país, que foi conceito 3, atribuído a 45 cursos (48,9%) avaliados.

Segundo a coordenadora do curso, Denise Lages, o relatório do INEP/MEC aponta o melhor desempenho dos alunos do Nordeste e participantes de Instituições públicas. Ela comenta que na região, a rede privada concentra 24 dos 26 cursos participantes da avaliação, no entanto, os dois cursos ofertados pelos institutos federais conseguiram ser os únicos a obter conceito 4.

Para a docente, a dedicação do grupo de professores da graduação é decisiva para o resultado favorável do exame. “A promoção de ações diversificadas, como encontros, seminários, oficinas, visitas técnicas, pesquisas, observação da realidade e experimentações assim como a prática de um ensino e avaliação interdisciplinares são um diferencial que assegura a qualidade do nosso curso, pois são práticas que propiciam e estimulam uma visão mais ampla e humanista por parte dos alunos”, destaca Denise.

Já o resultado do curso Administração Pública, ofertado na modalidade Educação à Distância, pelo Ifal, apresentou um conceito que não é considerado satisfatório, mas apresenta leve melhora em relação à avaliação anterior. Para o Chefe de Departamento de Graduação do Ifal ex-coordenador do curso, Marcio Yabe, ao analisar os dados, é preciso considerar que no Enade 2018 mais de 50% dos alunos participantes faziam parte das turmas 2012, 2011 e 2010 e já estavam fora de sala de aula desde 2016, há mais de 2 anos.

“Outro fator a se considerar é que no Enade 2015 participaram apenas 18 alunos e no ano passado 71 alunos”, explica o docente, que enfatizou que já estão sendo feito reforços em nível de estrutura curricular, com atualizações dos conteúdos curriculares e ementas “sempre que possível, considerando os temas tratados no Enade e os assuntos que existem de mais atual nas respectivas áreas de atuação profissional dos cursos”, completou.

Para este ano de 2019, mais cinco cursos serão avaliados pelo Enade, sendo que dois deles terão que participar da prova com seus alunos concluintes, Engenharia Civil de Palmeira dos Índios e Gestão Ambiental de Marechal Deodoro. Outros três, por não terem concluído o primeiro ciclo formativo, irão apenas inscrever os alunos ingressantes, são eles: Engenharia Civil de Maceió, Engenharia Agronômica de Piranhas e Engenharia Elétrica de Palmeira dos Índios.