Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Experiências exitosas apresentadas no Conac 2017 evidenciam a relevância social do Ifal

Notícias

Experiências exitosas apresentadas no Conac 2017 evidenciam a relevância social do Ifal

por Roberta Rocha publicado: 13/09/2017 12h05 última modificação: 13/09/2017 12h21
Exibir carrossel de imagens Bolsista Neuma Gomes expõe caso de sucesso oriundo do Campus Marechal Deodoro

Bolsista Neuma Gomes expõe caso de sucesso oriundo do Campus Marechal Deodoro

O impacto positivo causado pelo Instituto Federal de Alagoas - Ifal na sociedade esteve em evidência nas experiências exitosas apresentadas nessa terça-feira, 12, durante o 2º Congresso Acadêmico do Instituto. O evento integrador encerra na quinta-feira, 14, e no primeiro dia de atividades trouxe para o público propostas bem-sucedidas, desenvolvidas em âmbito institucional, que se tornaram referência ao agregar ensino, pesquisa e extensão. 

Uma das iniciativas veio do Campus Palmeira dos Índios. O  "Projeto Construir - Tijolos ecológicos: construção, inovação e sustentabilidade" surgiu da vivência acadêmica da professora Sheyla Marques e sua atuação dentro da disciplina Ensino de Materiais de Construção. Em seguida, evoluiu para uma pesquisa sobre percentuais de substituição do cimento pela cinza do bagaço de cana-de-açúcar na elaboração de tijolos.

Atualmente, o produto final dessa investigação científica, chamado de tijolo ecológico, está sendo aplicado na construção de casas populares para 14 famílias de uma aldeia indígena na região de Pariconha, sertão de Alagoas. A prática extensionista em questão conta com a parceria da Fundação Alcance. A própria população beneficiada foi capacitada para a fabricação das moradias.

Na apresentação da experiência exitosa, Sheyla Marques lembrou como o projeto conseguiu destaque em eventos internacionais, premiações diversas, aprovação em periódicos científicos e grande repercussão ao ser exibido no quadro Jovens Inventores, do programa Caldeirão do Huck, na Rede Globo. "Mas a maior conquista, sem dúvida, é poder melhorar as condições de vida de comunidades carentes do estado", declarou a docente.

 Práticas sustentáveis

Outra intervenção do Ifal tem favorecido a comunidade e trazido crescimento pessoal e profissional para quem nela atua. Trata-se da iniciativa "Sensibilização e capacitação sobre biocasa de farinha e geração de renda com qualidade ambiental", exposta no Conac 2017 pela bolsista Neuma Gomes.

O projeto foi implementado pelo Campus Marechal Deodoro e atende 30 famílias na Casa de Farinha de Anadia, na tentativa de otimizar a produção local de farinha e fécula, por meio da adoção de práticas sustentáveis e redução de desperdícios.

"Promovemos oficinas e divulgamos tecnologias ambientais capazes de auxiliar na renda de produtores de farinha. Tudo que aprendemos em sala de aula e pesquisamos na iniciação científica é aplicado com a população", explicou a responsável pela apresentação da experiência exitosa.

Nas capacitações realizadas, de acordo com ela, incentiva-se o tratamento das águas residuais, a reutilização de energia e o uso racional dos recursos naturais vinculados à casa da farinha, como água, lenha e cinza dos fornos. 

Inovando na metodologia de ensino

Também o caso de sucesso oriundo do Campus Maceió demonstrou a interlocução da instituição com as demandas coletivas. "O ensino começou a cobrar de mim a extensão". Com esse relato, a docente Nádia Silveira norteou sua exposição sobre a utilização de jogos e dinâmicas estimuladoras de inteligência em sala de aula.

Desde 2012, o referido projeto já capacitou 224 professores da rede pública estadual de educação e 153 estudantes de cursos de licenciatura do Ifal para o uso de jogos como metodologia de ensino. A profissional agrupou resultados de estudos e pesquisas acerca da influência desses instrumentos no processo de ensino-aprendizagem e passou a instruir outros docentes, ou futuros docentes, a explorar os potenciais daquelas ferramentas. 

"Defendemos que o jogo entre no programa do professor, não como alternativa para quando sobrar um tempinho da aula. Porque a estratégia é que o aluno entenda que não é o acertar que importa, é o tentar aprender", esclareceu a expositora. 

Até o encerramento do Congresso Acadêmico do Ifal, mais seis experiências exitosas serão apresentadas no auditório do Campus Satuba. 

registrado em: , , ,