Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Estudantes do Ensino Superior do Ifal partem para intercâmbio em Portugal

Notícias

Estudantes do Ensino Superior do Ifal partem para intercâmbio em Portugal

por Jhonathan Pino - jornalista publicado: 07/02/2018 12h25 última modificação: 07/02/2018 13h16

Três alunos do Instituto Federal de Alagoas (Ifal) já estão com malas praticamente prontas para Portugal. Pedro Marrelli, do curso de Engenharia Civil, e Ana Luiza Rocha, de Design de Interiores, embarcam nesta sexta-feira, 9, para Porto. Jamilly Tenório, de Licenciatura em Matemática, irá à Bragança no próximo dia 18. Eles foram selecionados pelo Programa de Mobilidade para Instituições de Ensino Superior não Europeias, realizado inicialmente por meio de um convênio entre a instituição alagoana e o Instituto Politécnico de Bragança.

O edital de origem estabelecia apenas duas vagas para Bragança, mas a gestão do Ifal ampliou a oportunidade para mais dois alunos. Foi desta forma que Jamilly, do Campus Maceió, e Erick Rogenes, do curso de Engenharia do Civil, do Campus Palmeira dos Índios, foram pegos de surpresa. Mesmo com a terceira e quarta colocações no pleito, eles irão cursar disciplinas de graduação em uma instituição portuguesa, por um semestre.

Erick preferiu deixar a experiência para o segundo semestre deste ano, mas Jamilly, no sétimo período do curso, não quis esperar. Ela disse que pretende fazer seu Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) em terras lusitanas. “Quero voltar com ele pronto, para defender e pegar logo meu diploma”, disse a discente.

Jamilly receberá bolsa do Ifal, alojamento e alimentação, fornecidos pelo Instituto de Bragança, já Pedro Marrelli e Ana Luíza receberão valores adicionais para que possam pagar as suas despesas com alimentação e estadia, já que o Instituto Politécnico de Porto não oferece esses benefícios.

Como seleção foi simples, realizada em apenas uma etapa, por meio dos maiores coeficientes do rendimento escolar entre os candidatos, eles tiveram mais tempo para planejar sua estadia por lá. “Vimos um monte de vídeos sobre o país e com a ajuda de blogueiros no Youtube, eu ouvi várias histórias, sempre positivas”, comemora Jamylli.

Pedro relatou como eles se prepararam para a imersão. “A gente falou com os estudantes do Ifal que haviam participado do programa anteriormente para pegar informações sobre a burocracia necessária. Entramos em contato com os coordenadores de Relações Internacionais das instituições de lá e eles ajudaram na formulação dos planos de estudos e a organizar o que a gente tem que levar para as universidades”, detalhou.

Todos estão em clima de despedida: Pedro está preocupado com o frio, mas acha que o choque cultural será um fator positivo. Jamilly disse que sentirá saudade da rotina e dos familiares, mas poderá superar isso com as novas amizades, que pretende fazer além-mar. Já para Ana Luiza, outra coisa que será diferente é a graduação que irá acolhê-la. 

“Lá não tem o curso de Design de Interiores. A graduação que vou cursar, Teatro, com variante em Cenografia, parece meio diferente, mas não é tanto, já que é possível trabalhar com cenografia, no Design. Vais ser uma experiência diferente, mas a coordenadora do Instituto de Porto disse que será muito tranquila a adaptação”, comentou.

Todos voltarão no mês de junho deste ano. Para cobrir os gastos dos três alunos, durante todo esse período, o Ifal está destinando um valor de quase R$ 100 mil.

registrado em: