Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Em viagem a Israel, gestores do Ifal estudam solução para irrigação do semiárido alagoano

Notícias

Em viagem a Israel, gestores do Ifal estudam solução para irrigação do semiárido alagoano

por Gerônimo Vicente - jornalista publicado: 08/11/2017 12h35 última modificação: 10/11/2017 12h50
Exibir carrossel de imagens foto cedida Gilberto Neto, reitor Sérgio Teixeira e Anselmo Lúcio, representantes do ifal em Israel

Gilberto Neto, reitor Sérgio Teixeira e Anselmo Lúcio, representantes do ifal em Israel

Até o dia 13 deste mês, três dirigentes do Instituto Federal de Alagoas participam de uma missão técnica internacional em Israel, país do Oriente Médio e reconhecido, no mundo pelo modelo de irrigação, gestão da água e tecnologias de produção aplicada em regiões de semiárido. O reitor Sérgio Teixeira e os diretores-gerais Anselmo Lúcio Aroucha (Satuba) e Gilberto Neto (Santana do Ipanema) compõem o grupo integrado ainda por gestores de instituições alagoanas nas áreas de agricultura, pesquisa, tecnologias e empreendimento como o diretor técnico do Sebrae em Alagoas, Ronaldo Moraes, Vânia Britto, gerente da Unidade de Agronegócios (Uagro), além de representantes do Conselho Deliberativo Estadual (CDE) da instituição. Também fazem parte da missão integrantes da Secretaria de Estado da Agricultura, Pecuária, Pesca e Aquicultura (Seagri), Instituto de Inovação para o Desenvolvimento Rural Sustentável de Alagoas (Emater/AL), Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Alagoas (Faeal), Federação das Indústrias do Estado de Alagoas (Fiea), Companhia de Saneamento de Alagoas (Casal) e Secretaria de Estado da Ciência, da Tecnologia e da Inovação (Secti).

Os primeiros contatos dos gestores brasileiros com a tecnologia e ações inovadoras israelenses ocorreram junto a empresas que comercializam produtos e serviços tecnológicos considerados avançados e são líderes na produção de equipamentos para irrigação em vários países, como por exemplo a NaanDanJain que existe desde 1936 e gera iniciativas inovadoras no processo de irrigação.

Soluções inteligentes para o futuro sustentável foram apresentadas aos gestores do Ifal e os demais integrantes da comitiva alagoana por representantes da empresa Netafim que se destaca no processo tecnológico de gestão da água. Outros empreendimentos que atuam na busca de tecnologia para uso da água foram visitados como a Tzu Farm e a Mekorot, esta última a estatal israelense que gerencia o abastecimento de água no país.

Eficiência agrícola

O grupo vai visitar, também, o Instituto Volcani, que é o Centro de Pesquisa Agrícola do Governo de Israel, que trabalha em linhas de pesquisa, como sobre a ciência das plantas, ciência animal, proteção vegetal, solo, água, engenharia agrícola, pós-colheita e ciência dos alimentos. O instituto opera quatro estações de pesquisa e serve como um centro de testes para produtos e equipamentos agrícolas, fazendo com que Israel, um país com poucos recursos para desenvolvimento da agricultura, tenha uma grande eficiência em produção agrícola.

O interesse por um acordo de cooperação técnica que culminou na missão ao território israelense surgiu de uma experiência realizada entre o Sebrae (Serviço Brasileiro de Apoio às Pequenas Empresas) do Rio Grande do Norte realizada no ano passado. A utilização das técnicas para soluções e administração da água em uma área desertificada despertou a atenção dos gestores que viram no modelo de irrigação, nas energias renováveis e na gestão da água uma forma eficaz a ser adotado no semi- árido alagoano. Uma reunião no dia 1º de agosto deste ano com a representante do Consulado Israelense no Nordeste, Sheila Golabek Sztutman abriu caminho para o início de parcerias.

Israel possui uma área territorial semelhante ao estado de Sergipe e o investimento em ciência e tecnologia chama a atenção dos demais países. Possui 27 centros tecnológicos e universidades que estão entre as mais conceituadas do mundo, além de vasta experiência no domínio tecnológico a ser aplicado em áreas de topografia e clima adversos.

Na condição de centro de referência no ensino agropecuário em Alagoas, o Ifal, por meio de seus representantes, foi inserido na missão técnica que pode resultar em importantes convênios que poderão trazer solução para o abastecimento de águas nas regiões do agreste e sertão alagoano.

registrado em: , ,