Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Curso de Engenharia Agronômica do Ifal Piranhas é avaliado pelo MEC

Notícias

Curso de Engenharia Agronômica do Ifal Piranhas é avaliado pelo MEC

Vistoria de representantes do Ministério no campus aconteceu na última semana e parecer será divulgado nos próximos dias

por Roberta Rocha - jornalista publicado: 02/12/2019 11h27 última modificação: 04/12/2019 10h45
Exibir carrossel de imagens Estudante apresentou laboratório aos avaliadores

Estudante apresentou laboratório aos avaliadores

O curso de bacharelado em Engenharia Agronômica do Campus Piranhas do Instituto Federal de Alagoas - Ifal foi submetido ao processo de avaliação e reconhecimento de curso, realizado pela Comissão Nacional de Avaliação da Educação Superior do Ministério da Educação - MEC e operacionalizado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira - Inep, também vinculado ao Ministério. O procedimento ocorreu de 28 a 29 de novembro e levou ao campus do alto sertão alagoano os avaliadores Jorge Adolfo Silva e Ana Katarina Oliveira Aragão.

Na vistoria, foram avaliadas a organização didático-pedagógica, o corpo docente e a infraestrutura da graduação em questão. O cronograma de atividades iniciou com a reunião com dirigentes institucionais, onde compareceram a pró-reitora de Ensino Cledilma Costa, o procurador educacional Carlos Fabiano da Silva, o diretor-geral da unidade Iatanilton Damasceno, o coordenador da graduação Fabiano Prates e outros servidores da Reitoria e do Campus Piranhas.

Reunião com estudantes da graduação

Ainda na quinta-feira, 27, a ação envolveu visita às instalações, reuniões com estudantes, técnicos administrativos, docentes, coordenação do curso, núcleo docente estruturante e com as representantes da Comissão Própria de Avaliação do Ifal Edriane Teixeira e Luciete Barbosa. A agenda do dia seguinte contemplou visita à biblioteca e análise do acervo; análise documental, além da reunião final de avaliação com os dirigentes do campus. O reitor Carlos Guedes esteve presente para acompanhar o último dia do procedimento avaliativo.

Reitor Carlos Guedes acompanhou a visita na sexta-feira, 28Reunião com membros da CPAReunião com dirigentes institucionais

"Esse processo avalia aspectos do ensino, pesquisa, extensão, responsabilidade social, desempenho dos alunos, gestão da instituição, corpo docente e instalações. Ele é extremamente importante pois orienta a tomada de decisões dos gestores visando a qualidade na organização administrativa e na infraestrutura, permitindo traçar um panorama do curso", apontou Cledilma Costa, ao tempo em que destacou o empenho do Campus Piranhas e da gestão sistêmica do Ifal na construção de todo o processo, desde a elaboração do projeto de curso até seu reconhecimento.

De acordo com o diretor-geral do Ifal Piranhas Iatanilton Damasceno, a missão foi cumprida com o apoio de toda a comunidade acadêmica, a quem ele dirigiu agradecimentos por e-mail nesta segunda-feira (2). "Todo processo de avaliação é importante para o desenvolvimento do curso porque aponta o caminho a seguir para a melhoria da qualidade da nossa oferta", afirmou o gestor sobre os impactos positivos da experiência. 

O relatório da avaliação deve ser finalizado em cinco dias úteis. A partir daí, o documento será encaminhado pelo MEC à Procuradoria Educacional do Ifal com o parecer e a nota atribuída ao curso.

Sobre o curso - As aulas do bacharelado em Engenharia Agronômica do Ifal Piranhas iniciaram em agosto de 2016. Trata-se do primeiro curso de graduação a ser ofertado pelos campi da expansão do Ifal e garantiu a verticalização do ensino no alto sertão alagoano. 

registrado em: , ,