Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Comissão discute curricularização de extensão em graduações do Ifal

Notícias

Comissão discute curricularização de extensão em graduações do Ifal

por Jhonathan Pino - jornalista publicado: 15/12/2017 15h23 última modificação: 15/12/2017 17h31

O primeiro dia de dezembro marcou o início das discussões para a curricularização da extensão no Instituto Federal de Alagoas (Ifal). Na quinta-feira, 1, os professores Fábio José dos Santos, Marcílio Ferreira, Maria do Socorro Ferreira, Márcio Yabe e Dário Luiz Nicácio Silva se reuniram com o Pró-reitor de Extensão, Altemir João Secco, para definir as primeiras atividades a serem tomadas, visando assegurar o mínimo de 10% do total de créditos curriculares para a graduação, em programas e projetos de extensão universitários. De acordo com o Plano Nacional de Educação (PNE), o prazo final para que isso ocorra é 2024.

Apesar de ainda estar no início das atividades, o presidente da comissão, Fábio José, revelou que as discussões para a implantação da extensão nos currículos dos cursos de graduação começaram em maio de 2016, com uma reunião sobre o tema, promovida pela Pró-reitoria de Ensino (Proen) e pela Proex no Campus Maceió, da qual participaram diretores e coordenadores de cursos do Ifal.

Ainda em agosto daquele ano, o professor André Dala Possa, do Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC), foi convidado para ministrar a palestra “Curricularização da Extensão” durante o Congresso Acadêmico do Ifal, realizado no Palmeira dos Índios.

“As discussões foram retomadas em junho de 2017, no 1º Seminário Ifal sobre Curricularização da Extensão, evento que contou a presença da Pró-Reitora de Extensão da Univasf [Universidade Federal do Vale do São Francisco], a professora Lúcia Marisy Souza Ribeiro, que integrou a mesa-redonda “Curricularização da extensão: experiências”, lembrou Fábio.

Foi naquela ocasião que também foi criada a Comissão para a Curricularização da Extensão. “A Comissão estabeleceu uma agenda regular de trabalho a partir da qual já avançou significativamente nas ações que antecedem a implantação efetiva da extensão nos currículos de nossos cursos. No momento, o grupo se dedica a produzir uma minuta de um normativo que regerá a curricularização da extensão nos cursos superiores do Ifal, documento que, após aprovado, constituirá subsídio imprescindível para orientar as ações dos NDEs e Colegiados das nossas graduações”, detalhou Fábio.

registrado em: