Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Cinco unidades recebem novos servidores para entrar em exercício neste final de janeiro

Notícias

Cinco unidades recebem novos servidores para entrar em exercício neste final de janeiro

Empossados esperam continuar com transformações proporcionadas pelo Ifal na sociedade alagoana

por Jhonathan Pino - jornalista publicado: 23/01/2020 12h08 última modificação: 27/01/2020 10h13

Finalizando as cerimônias de posse do primeiro mês de 2020, dois docentes e três técnicos administrativos assinaram, nesta quarta-feira, 22, o Termo de Compromisso e Responsabilidade do Servidor Público e devem iniciar suas atividades no Instituto Federal de Alagoas (Ifal) ainda neste final de janeiro. Inicialmente, o técnico em assuntos educacionais, Agnaldo dos Santos e a assistente em Administração, Patrícia Araújo, devem ser recebidos nos campi Viçosa e Piranhas, respectivamente. Logo depois, com o início das aulas, os alunos poderão conhecer a professora Português do Campus Batalha, Carla Sousa Ferreira, além de Hyrla Grazielle Silva de Araújo, docente de Agroindústria do Campus Santana do Ipanema.Sheila Enaura deixa o cargo de assistente de Biblioteca, no Campus Santana, para entrar em exercício como assistente em administração, na unidade de Maragogi.jpeg

Já o Campus Maragogi recebe a assistente em administração, Sheila Enaura Silva, que já é de casa. Ela pediu vacância do cargo de auxiliar de biblioteca, em Santana do Ipanema, onde atuava há cerca de dois anos, para se dedicar ao novo desafio. Na cerimônia, a servidora falou testemunhar o desempenho diário dos agentes públicos no Ifal. “Eu tenho muito orgulho de estar aqui, nesse momento. É muito bonito ver toda a preocupação e humanidade com que os nossos colegas atuam, para atender a nossa comunidade”.

Carla Sousa disse estar feliz com a possibilidade de contribuir com uma realidade que é similar ao local onde nasceu, Jiquiriçá, na Bahia.jpegVinda do município de Jiquiriçá, na Bahia, Carla Sousa disse ter presenciado esse empenho entre os servidores do Ifal, no auxílio que teve do Departamento de Gestão de Pessoas (DGP), no momento de entrega dos documentos. Ela disse se sentir agradecida e bem recepcionada por todos, após uma espera de mais de dois anos, até a sua nomeação.

“Foi um processo muito agradável de viver, não foi cruel, como outros concursos que eu fiz. Foi um processo de muita dedicação, aprendizagem e superação. Eu vim três vezes a Maceió, devido ao concurso, e foram três momentos encantadores. Eu acho que Alagoas me ganhou. Agora, estou extremamente feliz de ter essa possibilidade de continuar como professora e, antes de tudo, como defensora da educação pública. Estou hoje com o meu namorado, o Vinícius, mas minha família, meus amigos e alunos que fizeram parte da minha história, estão aqui”, relatou Carla que já atuou no Instituto Federal Baiano, como professora substituta.(Ao fundo) gestores compartilharam de transformação suas próprias histórias, como ex-alunos da educação pública.jpeg

A docência é algo novo para Hyrla Grazielle, que atuará nos cursos técnico e subsequente de Agroindústria, no Campus Santa do Ipanema. Ela relatou que no momento em que fez o concurso, ainda estava terminando o mestrado, depois dele, iniciou o doutorado e auxiliou o orientador no estágio docência. Mesmo de Aracajú, ela disse ter continuado acompanhando a instituição alagoana.

“Eu já via que o Ifal era uma instituição que investia nos alunos, acompanhando os resultados das olimpíadas de conhecimento. Fui aprovada e fiquei aguardando por esse momento e já me sinto acolhida no Campus Santana, de que só ouço falar bem”, pontuou.

Referência de educação no estado

Presentes à cerimônia de posse, representantes dos campi Maceió, Santana do Ipanema, além, de pró-reitorias de Ensino e de Desenvolvimento Institucional, compartilharam de histórias similares, sobre a importância da educação como fator de transformação de suas vidas. A diretora de Gestão de Pessoas (DGP), Adriana Nogueira, lembrou que os cinco servidores que tomavam posse naquele dia fechavam um ciclo de nomeações do Ifal, sempre marcado pelo esforço pessoal, mas que irão atender aos anseios de toda uma comunidade.Pró-reitora de Ensino em exercício, Regina Brasileiro; diretora da DGP, Adriana Nogueira; diretor em exercício do Campus Maceió e Sanatana, Valdir Soares e Franklin dos Anjos acompanharam reitor Carlos Guedes, em cerimônia.jpeg

“A gente se realiza muito no dia a dia de trabalho em uma instituição pública e de educação. A missão que temos é muito valorosa, que é a oferta de uma educação pública, gratuita e de qualidade. Desenvolver o interesse do estudante é uma atividade diária e necessita o envolvimento efetivo, seja do docente, quanto do técnico. O papel da gente é pensar que se pode fazer uma grande contribuição a partir de pequenas coisas, no dia a dia”.

Também presente à cerimônia o procurador federal da Advocacia-Geral da União, Fábio Cavalcanti, comentou sentir orgulho e compartilhar das histórias e dos bons resultados que o Ifal vem proporcionando para o estado alagoano. “A gente espera que vocês sejam felizes e possam contribuir para que o Ifal continue sendo referência para esse estado, que depende tanto da educação. Espero que vocês tenham orgulho de ser servidor público, que nessa instituição tem em seu quadro uma maioria formada por docentes e técnicos de grande qualidade”.

O reitor Carlos Guedes encerrou a cerimônia. “O procurador foi muito feliz em suas palavras: em um país desigual, num estado pobre, o Ifal continua atendendo estudantes que vêm para a sala de aula de todas as formas, pegam ônibus, van, bicicleta, ou a pé, com todos os sacrifícios de uma realidade difícil. Mas quem adentra em nossas instituições tem a esperança de sua vida ser transformada”, sentenciou.

registrado em: ,