Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Camerata do Ifal e Orquestra da Ufal emocionam público na Bienal do Livro

Notícias

Camerata do Ifal e Orquestra da Ufal emocionam público na Bienal do Livro

Grupo volta a se apresentar em dezembro, em um Concerto de Natal

por Elaine Rodrigues publicado: 08/11/2019 10h14 última modificação: 11/11/2019 09h51
Exibir carrossel de imagens Manuel Henrique/Bienal Apresentação lotou a Igreja Nossa Senhora Mãe do Povo, no Jaraguá

Apresentação lotou a Igreja Nossa Senhora Mãe do Povo, no Jaraguá

Foram duas semanas de ensaio e um espetáculo que lotou a Igreja Nossa Senhora Mãe do Povo, no bairro de Jaraguá, em Maceió. A Camerata Jovem do Instituto Federal de Alagoas (Ifal) e a Orquestra Universitária da Universidade Federal de Alagoas (Ufal) se apresentaram juntas pela primeira vez, durante a programação da Bienal Internacional do Livro.

Grupo é formado por cerca de 40 integrantesO grupo é formado por cerca de 40 integrantes e é regido pelo maestro e professor do Ifal, Almir Medeiros. Na primeira apresentação, o repertório foi eclético, com música popular brasileira e o público foi bastante receptivo. “A gente não faz aquela música de concerto, enfadonha, mas sim uma música que as pessoas gostam, com essa cara de música sinfônica”, resumiu o maestro, recebendo os agradecimentos do público ao fim da apresentação. No intervalo das músicas, ele ainda ressaltou a oportunidade que a Bienal do Livro oferece aos visitantes, a importância de “ter a opção de sair de casa e ver esse evento tão plural acontecendo”.

Grupo é formado por cerca de 40 integrantesGrupo é formado por cerca de 40 integrantesGrupo é formado por cerca de 40 integrantes


Convênio

Grupo é formado por cerca de 40 integrantesA integração da Camerata do Ifal e da Orquestra da Ufal resulta de um convênio firmado entre as instituições visando a produção e a disseminação da música instrumental em Alagoas. Antes da apresentação, o diretor-geral do Campus Maceió, Damião Augusto, afirmou que é uma honra para a instituição estar representada por um grupo tão talentoso. “Quem ganha são os nossos estudantes, pela música, pela arte, pela estética, desenvolvendo seus talentos; ganha o Instituto Federal de Alagoas e a Universidade Federal de Alagoas, duas instituições acadêmicas do estado; e ganha também a sociedade alagoana”, afirmou.

O grupo continua em atividades, agora para os ensaios da próxima apresentação, prevista para o dia 18 de dezembro. De acordo com o maestro Almir Medeiros, eles vão fazer um Concerto de Natal, no Teatro Deodoro, com entrada gratuita.

registrado em: