Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Aplicativos dos alunos do Campus Viçosa selecionados pela Samsung contribuem para aprendizado no ensino fundamental

Notícias

Aplicativos dos alunos do Campus Viçosa selecionados pela Samsung contribuem para aprendizado no ensino fundamental

por Gerônimo Vicente - jornalista publicado: 08/11/2018 12h46 última modificação: 09/11/2018 16h33
Exibir carrossel de imagens Alunos durante a Maratona Samsung/Unicef em São Paulo

Alunos durante a Maratona Samsung/Unicef em São Paulo

A  estatística se mostra desanimadora ao concluir que 3 em cada 10 alunos dos anos finais do ensino fundamental e do ensino médio no Brasil  têm dois ou mais anos de atraso escolar. Uma realidade que retrata o perfil cruel na educação básica brasileira, segundo dados do Ministério da Educação. Reverter esse quadro é uma tarefa incorporada em sala de aula por alunos do Instituto Federal de Alagoas no município de Viçosa, localizado na região Agreste de Alagoas, a 90 quilômetros de Maceió, capital do Estado. Eles desenvolveram os aplicativos denominados  Geory, Marte e PortMat e chegaram mais longe do que imaginavam,  depois de participar da Maratona Samsung de Programação na USP, em São Paulo realizada no dia 31 do mês anterior e serem selecionados, no evento entre as 32 melhores equipes, fato esse que mereceu uma reportagem no Jornal Nacional, da Rede Globo. Além disso, o Ministério da Educação disponibilizará os três aplicativos na base digital do site do  MEC para possibilitar a melhoria da aprendizagem dos alunos do 6º ao 9º ano do ensino fundamental.
A Maratona Unicef/Samsung teve o objetivo de desenvolver aplicativos móveis educacionais que promovam a inovação e a aprendizagem para alunos do 6º ao 9º ano nas áreas cruzadas das disciplinas do ensino fundamental de escolas públicas visando melhorar a qualidade da educação e reduzir o número de crianças e adolescentes em atraso escolar, garantindo o direito de aprender. Ao final da competição, as tecnologias são utilizadas em escolas públicas para beneficiar os estudantes que têm dificuldade de aprendizagem.
Todavia, da teoria à prática desses instrumentos digitais desenvolvidos pelos alunos do Campus Viçosa foram cumpridas várias etapas experimentais. Segundo a professora da disciplina Informática, Hemi
lis Rocha da unidade de ensino, “ o desafio teve início quando recebi um e-mail da Samsung/Unicef sobre o lançamento da iniciativa que visa contribuir com a educação pública brasileira. Passei aos alunos,  tarefas nas áreas de Geografia, História, Português e Matemática e tivemos o apoio dos professores dessas disciplinas. Os alunos desenvolveram os aplicativos e realizaram um dia de avaliação em três escolas públicas da cidade”, explicou.

Geory, trata de um aplicativo que  ensina sobre geografia e dispõe de variadas atividades referentes à aprendizagem da disciplina. Marte se volta para o ensino da matemática e artes e PortMart, o aprendizado de português e matemática. “Esses aplicativos foram instalados nos smartphones dos alunos das escolas da rede pública e o “feedback” (resposta) foi muito bom”, ressaltou Hemilis Rocha  (Conheça todos os projetos)

Base digital do MEC

Os alunos e as professoras Emanuele Tuane Silva e Hemiris Rocha  viajaram a São Paulo para competir na maratona realizada na USP. Antes, os estudantes realizaram uma visita técnica ao Mercado Livre -  empresa de comércio eletrônico e ao laboratório da Samsung. A competição consistiu em uma apresentação de quinze minutos sobre cada aplicativo criado e a premiação para os primeiros lugares foi de R$ 5 mil. Porém, alunos e docentes do Campus Viçosa foram beneficiados com a quantia de R$ 1 mil devido à seleção e a oferta de um tablet da empresa de tecnologia da informação. Os alunos participantes da competição foram: José Hilton Ribeiro Eufrasio, José Fernando Rocha de Oliveira, Dário Expedito Pereira dos Santos, Júlia Eulália Leite de Oliveira,Lara Vitória Silva Santos Barros, Myrelly Vyctoria da França Silva, Nilson Da Silva Caboatan Junior e Lívia Andressa da Silva Santos, Victor Hugo de Araújo Mota, Maria Aparecida da Silva Nascimento, José Lucas da Silva e Aryanne Gomes de Almeida.
Segunda a professora, as ferramentas digitais, logo que forem concluídas no laboratório do campus ficarão disponíveis  na base digital do Ministério da Educação para consulta dos alunos do ensino fundamental. “Embora esteja em fase de adaptação, os aplicativos já podem ser instalados  nos telefones celulares, por meio do Google Play ou no buscador Google. Basta digitar os nomes Geory, Marte e PortMat e ter acesso às plataformas”, esclareceu
a professora.

registrado em: