Você está aqui: Página Inicial > Campus > Penedo > Notícias > Sábado letivo de Meio Ambiente discutirá sociedade e natureza a partir do olhar quilombola
conteúdo

Notícias

Sábado letivo de Meio Ambiente discutirá sociedade e natureza a partir do olhar quilombola

Atividade proposta para o Dia Mundial de Meio Ambiente resulta de TCC de pós-graduação de docente.
por Lidiane Neves publicado: 31/05/2021 16h43, última modificação: 01/06/2021 14h06

O próximo sábado letivo, dia 5 de junho, será especial para as turmas 2021 do curso técnico em Meio Ambiente integrado ao ensino médio. A data, que marca o Dia Mundial do Meio Ambiente, terá como atividade o desenvolvimento de um produto educacional construído pela professora Maira Egito Alves de Lima, resultado de seu trabalho de conclusão do curso de pós-graduação em Docência na Educação Profissional, ofertado desde o ano passado pelo próprio Instituto Federal de Alagoas (Ifal).

O produto, nomeado Sequência Didática Interdisciplinar, consiste em um conjunto de atividades articuladas sobre o tema Sociedade e Natureza, envolvendo três disciplinas: Princípios de Ecologia, Sociologia e Geografia. “O grande lance dessa sequência didática é o protagonismo das comunidades quilombolas do entorno do campus. A ideia é discutir o tema mostrando como o olhar das pessoas pertencentes a essas comunidades tradicionais pode contribuir para a reflexão da relação sociedade x natureza”, destaca Maira Egito.

Essa contribuição ativa será dada pelos estudantes quilombolas matriculados nos cursos técnicos do Ifal Penedo. Atualmente, eles somam cerca de 30 alunos, oriundos das três comunidades quilombolas localizadas no entorno: Oiteiro, Tabuleiro dos Negros e Sapé. “Na aplicação dessa sequência didática, os estudantes das turmas de 1º ano serão estimulados a trazer informações relativas a sua vivência junto à natureza, na agricultura, no lazer, no dia a dia na comunidade de forma geral”, explica a professora

 As atividades propostas foram pensadas para serem aplicadas no contexto do ensino remoto emergencial, com momentos síncronos e assíncronos de aulas. No entanto, podem ser adaptadas para o ensino presencial. “A sequência foi dividida em três módulos. Cada componente curricular envolvido é um módulo conduzido pelo docente da disciplina. No sábado letivo, teremos a aplicação do segundo e terceiro módulos com os professores Marcos Paixão e Lucas Suassuna, porque o primeiro já está sendo trabalhado pelo professor Tiago Lenz desde a última sexta-feira”, informa Maira Egito.

Conforme o projeto da docente, no módulo ligado à disciplina de Princípios de Ecologia, o foco é a construção dos conceitos de natureza, a partir do olhar dos estudantes quilombolas e com o apoio dos conceitos científicos. Em Sociologia, o conteúdo está voltado para os tipos de sociedade, buscando discutir com as turmas a diversidade de povos e comunidades brasileiras, trazendo o exemplo de Alagoas e seus territórios quilombolas. Já no módulo que envolve Geografia, a discussão está centrada nas transformações da paisagem causadas pela relação sociedade x natureza.

A ideia da Sequência Didática Interdisciplinar como trabalho de conclusão de curso surgiu após uma atividade da disciplina Pesquisa Ação, ministrada pela professora da pós-graduação, Ana Paula Santos de Melo Fiori. “A atividade foi para todo mundo elaborar um produto educacional. A partir do resultado, pelo fato de ter gerado produtos interessantes, ela convidou alguns alunos da especialização e sugeriu o desenvolvimento do TCC”, contextualiza Maira Egito, orientanda da docente citada.