Você está aqui: Página Inicial > Campus > Penedo > Notícias > Ifal Penedo viabiliza a distribuição de kits de alimentos a cerca de 300 estudantes
conteúdo

Notícias

Ifal Penedo viabiliza a distribuição de kits de alimentos a cerca de 300 estudantes

Ação resulta da aquisição de gêneros da agricultura familiar com recursos do Programa Nacional de Alimentação Escolar.
por Lidiane Neves publicado: 03/12/2021 11h36, última modificação: 06/12/2021 10h01
Exibir carrossel de imagens
  • "> entrega de kits pnae - capa.jpg
  • "> entrega de kits pnae (8).jpg
  • "> entrega de kits pnae (1).jpg
  • "> entrega de kits pnae (12).jpg
  • "> entrega de kits pnae (11).jpg
  • "> entrega de kits pnae (2).jpg
  • "> entrega de kits pnae (10).jpg

Nos últimos dois dias, o Instituto Federal de Alagoas – Campus Penedo garantiu a entrega dos gêneros alimentícios adquiridos com recursos do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE) aos estudantes dos cursos técnicos presenciais. O número de contemplados somou cerca de 300 alunos, que em novembro preencheram o formulário do setor de Nutrição e manifestaram interesse no recebimento dos kits.

Cada estudante ou seu responsável legal levou para casa os seguintes itens: abacaxi (1 unidade), banana prata (1 dúzia), goiaba (1,5 Kg), laranja (1,5 Kg), batata doce (3 Kg), macaxeira (3 Kg), arroz (3 Kg) e bolo caseiro (1 unidade). “Também entregaríamos seis unidades de coalhada, mas houve um imprevisto no contrato, o que acabou atrasando o fornecimento”, justificou a nutricionista Raíza Pinheiro, acrescentando que o repasse do item somente será feito na entrega de dezembro, de forma dobrada.

 Nos dias das entregas, durante os três turnos, a força-tarefa mobilizou a equipe de Assistência Estudantil, o Apoio Acadêmico, a Direção-Geral e também contou com o apoio de colaboradores terceirizados. “Acho importante o Ifal se preocupar com a alimentação dos alunos em casa e dessa vez os kits estão melhores, com mais alimentos”, opinou Ledice da Silva, mãe de estudante, comparando a ação com a distribuição de kits ocorrida no ano passado.

Assim como aconteceu em 2020, com a suspensão das atividades presenciais devido à pandemia, a distribuição dos kits da edição atual do PNAE tem como objetivo auxiliar o corpo discente do Ifal Penedo na manutenção e garantia da sua segurança alimentar e nutricional, durante o período de aulas remotas ainda parcialmente vigente. Para compor a lista de contemplados em dezembro, os alunos interessados precisam fazer uma nova inscrição até quarta-feira, 8, por meio do link abre.ai/kitspnae2021.

Segundo a nutricionista, a próxima entrega está prevista para os dias 15 e 16 deste mês. Em janeiro de 2022, o Ifal Penedo estará em recesso acadêmico e, a partir de fevereiro, o setor reorganizará a distribuição, considerando a previsão de que todo o corpo discente já estará no ensino presencial e de que haverá demanda por alimentação na própria unidade de ensino. “Como já temos turmas vindo ao campus para aulas de disciplinas práticas, estamos organizando um lanche diário, a ser servido nos três turnos, com alguns dos gêneros alimentícios dos kits, já para este mês de dezembro até a última semana de aulas”, adiantou Raíza.

Sobre o PNAE

 O acesso ao PNAE é um direito de todos os estudantes da educação básica pública brasileira, o que inclui o ensino de nível médio ofertado pelo Ifal. Os valores financeiros do programa são repassados, em caráter suplementar, pelo governo federal a estados, municípios e escolas federais para que ofereçam alimentação escolar e realizem ações de educação alimentar e nutricional.

Embora o Ifal Penedo tenha direito aos recursos do PNAE desde que foi implantado em 2010, somente a partir de 2019, como resultado da iniciativa da gestão atual, foi que o campus passou a utilizar a verba federal. Inicialmente, a ação teve como objetivo oferecer lanche às turmas noturnas que, por uma limitação no contrato com a empresa prestadora do serviço, não tinham acesso ao refeitório da unidade de ensino.

“O Ifal recebe cerca de R$ 900 mil para repartir entre todos os campi, com base no número de estudantes. O valor destinado a Penedo gira em torno dos R$ 50 mil anuais, mas, como nem todas as unidades executam o programa, o que fizemos foi articular com a DPE [Diretoria de Políticas Estudantis] a utilização dos recursos de alguns desses campi, evitando que a verba seja devolvida ao governo federal. Por isso que conseguimos fazer o programa funcionar com um valor bem maior”, explicou o diretor-geral Felipe Thiago Souza. Além de Penedo, somente os campi Batalha e Piranhas já executavam o PNAE antes da pandemia. Outros três – Coruripe, Marechal Deodoro e Santana do Ipanema – estão atualmente em fase de implantação.

Agricultura familiar

 Além de auxiliar os estudantes na manutenção e garantia da sua segurança alimentar e nutricional, a execução do PNAE fortalece a agricultura familiar local. A legislação federal estabelece que 30% do valor repassado seja investido na compra direta de produtos de pequenos proprietários rurais, que têm seu núcleo familiar como mão de obra. Nas duas chamadas públicas já realizadas pelo Ifal Penedo, em 2019 e agora em 2021, a destinação dos recursos foi de 100%, uma medida que estimula o desenvolvimento econômico e sustentável das comunidades do município e da região onde o campus está instalado.

"Nas feiras, a gente não consegue vender diretamente ao consumidor tudo o que produz. Então, participar de chamadas públicas para que o município ou o Ifal compre nossos produtos é muito bom, porque a gente consegue não só vender toda a nossa produção, como incentivar outras pessoas da comunidade a produzir mais para atender as escolas", disse Paulo Santos de Oliveira, pequeno produtor rural, responsável pelo fornecimento de batata doce ao campus na contratação vigente.

Paulo Santos de Oliveira, agricultor familiar do Sítio Nazário.Paulo integra a Associação dos Agricultores Familiares do Sítio Nazário, localizada na zona rural de Penedo. A entidade venceu a chamada pública para o abastecimento de quase 80% dos gêneros alimentícios demandados pelo Ifal Penedo. Completam a lista de fornecedores a Cooperativa de Produção Leiteira de Alagoas, responsável pelas coalhadas, e a Associação dos Trabalhadores Rurais do Marizeiro, da qual o campus adquiriu arroz. O investimento na contratação das três organizações soma R$ 189.242,57.