Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Ifal negocia convênio com Ministério dos Transportes para capacitar trabalhadores portuários

Notícias

Ifal negocia convênio com Ministério dos Transportes para capacitar trabalhadores portuários

por publicado: 08/02/2018 18h22 última modificação: 08/02/2018 18h22

O Instituto Federal de Alagoas - Ifal está em negociação com o Ministério dos Transportes, Portos e Aviação Civil do Brasil (MTPAC) para fechar um acordo de cooperação técnica destinado à capacitação de trabalhadores do sistema portuário. Em reunião ocorrida nesta quinta-feira, 8, no prédio da Reitoria do Ifal, o chefe da Assessoria Internacional do MTPAC, José Newton Gama, apresentou detalhes do referido convênio ao reitor Sérgio Teixeira, por meio de um memorando de entendimentos firmado com a presença da coordenadora da Assessoria Internacional do MTPAC, Renata Colao, e do administrador do Porto de Maceió, Gustavo Abdalla.

A parceria entre o Instituto e Ministério dos Transportes pretende estabelecer ações conjuntas para a implantação de um centro de capacitação no Ifal, responsável pela qualificação de trabalhadores portuários administrativos e operacionais das regiões Norte e Nordeste. "A unidade de ensino apta a funcionar como um polo de treinamento desses profissionais é o Campus Benedito Bentes, onde já funciona o curso de Logística, com docentes de áreas conexas à atuação de gestores e operadores portuários", explicou Sérgio Teixeira.

De acordo com José Newton Gama, após o estabelecimento da grade curricular dos cursos a serem ofertados, o passo seguinte será o treinamento dos possíveis instrutores. O representante do Ministério dos Transportes também esclareceu que, além de disponibilizar as instalações físicas e arsenal pedagógico para executar a formação profissional relacionada às atividades do setor portuário, o Ifal deverá dispor de laboratórios com simuladores e outros recursos tecnológicos necessários na capacitação. O custeio dos equipamentos, conforme prevê o acordo de cooperação técnica, virá de recursos governamentais e não-governamentais captados pelas instituições envolvidas na iniciativa.

Participam do convênio o MTPAC, a Diretoria de Portos e Costas da Marinha do Brasil, o Centro de Treinamento Portuário de Flandres, afiliado ao porto de Antuérpia, a Federação Nacional dos Operadores Portuários, a Associação Brasileira de Terminais Portuários, a Associação Brasileira de Terminais Portuários Privados, a Associação Brasileira de Terminais Especializados de Contêineres, a Federação Nacional dos Portuários, a Federação Nacional dos Estivadores, a Federação Nacional dos Conferentes e Consertadores de Carga e Descarga, Vigias Portuários Trabalhadores de Bloco, Arrumadores e Amarradores de Navios, nas Atividades Portuárias e o Centro de Excelência Portuária de Santos, utilizado como polo de capacitação de trabalhadores portuários da região Sul e Sudeste.

Para garantir a execução das ações propostas no memorando de entendimentos, um grupo formado por membros das instituições mencionadas vai elaborar um plano de trabalho com vigência até março de 2019.