Você está aqui: Página Inicial > Campus > Site > Satuba Notícias > Expectativa e emoção marcam aula inaugural no Campus Satuba

Notícias

Expectativa e emoção marcam aula inaugural no Campus Satuba

por Adriana Cirqueira publicado: 23/04/2018 11h49 última modificação: 27/04/2018 10h17
Exibir carrossel de imagens Participantes da Aula Inaugural durante execução do Hino Nacional

Participantes da Aula Inaugural durante execução do Hino Nacional

Os assentos do auditório do Instituto Federal de Alagoas (Ifal) Campus Satuba foram insuficientes para comportar o número de estudantes e familiares que compareceram à aula inaugural, ocorrida na manhã desta segunda-feira (23) como parte da programação de recepção aos alunos ingressantes no ano letivo de 2018. Dezenas de alunos permaneceram em pé, atentos às informações e atividades promovidas pelos diversos setores do campus com o objetivo de acolher os alunos novatos e seus familiares e apresenta-los aos servidores, ambientes e normas da instituição. 

A mesa de honra foi formada pelo diretor geral do campus, Anselmo Lucio de Arroucha Santos, por Auxiliadora Pacheco Baraldi, diretora de Ensino (DE), Laudenice de Araújo, diretora de Administração (DA), José Harlisson Ferro, chefe do Departamento de Gestão Agropecuária (DGA), Francisco Rafael da Silva Pereira, chefe do Departamento de Apoio Acadêmico (DAA), Adeilton Menezes de Oliveira, chefe do Departamento de Assistência ao Educando (DAE), pelo estudante Davi Martins, presidente do Grêmio Estudantil Miguel Guedes de Miranda, e pelo representante da Reitoria, Carlos Guedes de Lacerda, pró-reitor de Desenvolvimento Institucional (PRDI). 

Após a formação da mesa foi executado o Hino Nacional e os componentes puderam falar aos presentes. Davi Martins parabenizou os novos colegas pela conquista e falou sobre a jornada de estudos cheia de dificuldades e de conquistas. "O Grêmio está aqui para auxiliá-los. A caminhada é longa, mas tenho certeza que juntos vamos conseguir", afirmou o representante estudantil.

Para Anselmo Lucio a oportunidade de recepcionar mais uma turma de alunos ingressantes é uma felicidade e um privilégio. "Vocês estão aquilo hoje porque conhecem e confiam na marca Ifal. Sabem que esta é uma instituição que oferta uma educação de alta qualidade. Nossa equipe aqui no Campus Satuba é comprometida e está sempre pronta para fazer o máximo que estiver ao nosso alcance pelos nossos alunos. Agradecemos a confiança: dos estudantes e das famílias", pontuou o diretor.

Reafirmando a satisfação de voltar ao campus Satuba em mais uma aula inaugural, o representante do reitor na solenidade, professor Carlos Guedes, falou sobre esse início de etapa para os estudantes e para o Ifal:"Hoje é um dia muito feliz. Além dessa aula inaugural acontecem hoje a reinauguração do auditório do campus Maceió e a inauguração de mais um campus do Instituto. São sonhos que se iniciam nesse primeiro dia de aula e, onde existe o desejo, existe o caminho para sua realização. Espero que vocês encontrem esse caminho, para que possam melhorar suas vidas e de suas famílias", desejou Carlos. 

Depois das manifestações das autoridades os estudantes, familiares e responsáveis, servidores e demais participantes assistiram ao vídeo institucional e a DE, Auxiliadora Baraldi apresentou os professores e gestores presentes, que também puderam falar brevemente sobre suas atividades e atribuições. 

Senhor Antonio e seu filho Iran, aluno ingressante do curso de AgropecuáriaEmocionado com o ingresso do filho Iran no curso de Agropecuária, o senhor Antonio Alves dos Santos, 54 anos, afirmou que não acreditou quando o jovem falou que havia sido aprovado no processo seletivo. "Somos do interior de Messias, vivíamos em uma fazenda, esse ano que mudamos para a cidade. Nunca imaginei que meu filho pudesse chegar até aqui", afirmou com a voz embargada. "Iran não tem mãe, ela morreu quando ele tinha 11 dias e eu o criei sozinho. Ele teve dificuldades para estudar e a escola era longe, mas hoje estamos aqui e vamos conseguir ir até o fim", afirmou.

Iran Paulino dos Santos tem 20 anos e foi durante as aulas em uma escola pública em Messias que ficou sabendo sobre o processo seletivo do Ifal. "Os professorem falaram que existia esse curso e que eu podia fazer. E eu gosto da terra, de animais, já cuidei de carneiros, vivia na roça, no mato. Agora posso estudar e continuar a fazer o que gosto como uma profissão. Sei que será difícil, mas não é impossível.", explicou o jovem.

Também oriunda do município de Messias, a jovem Isabele Almeida, 15 anos, busca no curso de Agropecuária a realização do sonho de estudar e alcançar um futuro melhor. "Estar aqui é uma grande oportunidade de aprender e trabalhar em um área que gosto. Sempre gostei de animais e penso em seguir uma carreira nessa área de agropecuária", explicou Isabele, que cursou o ensino fundamental em uma escola pública da rede municipal.

Após as apresentações os estudantes foram liberados para um intervalo de 10 minutos onde foi servido um lanche com os produtos produzidos no campus. No retorno, os alunos do ensino médio integrado continuaram no auditório e os estudantes do nível superior se encaminharam para o prédio específico do curso.

Os alunos do curso superior em Tecnologia em latícinios participaram da palestra "Perspectiva profissional do Tecnólogo em Laticínios", progerida pelo professor Wagner Silva de Melo, seguida da apresentação das Normas de Organização Didática para o Ensino Superior, realizada pelo professor José Roberto Teixeira.

Já os estudantes dos cursos de Agropecuária e Agroindústri receberam orientações pedagógicas ainda no auditório, onde foi entregue aos pais e responsáveis um documento contendo o regulamento discente para que pudessem conhecer as normas de convivência e ajudar a escola nesse quesito.  Antes de serem liberados para o almoço os estudantes foram conhecer os laboratórios do campus.