Você está aqui: Página Inicial > Campus > Site > Marechal Deodoro Notícias > Retrô 2018: Professoras do Campus Marechal publicam em livro luso-brasileiro sobre cultura escolar

Notícias

Retrô 2018: Professoras do Campus Marechal publicam em livro luso-brasileiro sobre cultura escolar

Fátima Amorim e Socorro Santos debatem visões de docentes e diretores sobre o Proeja

por Acássia Deliê publicado: 11/12/2018 14h31 última modificação: 11/12/2018 14h33
Exibir carrossel de imagens Professoras Fátima, Marinaide e Socorro e professor Paulo

Professoras Fátima, Marinaide e Socorro e professor Paulo

O lançamento foi no dia 3 de dezembro de 2018, na Universidade Federal de Alagoas (Ufal). Intitulado "O 'lado oculto' da cultura escolar no/do Proeja", o capítulo escrito pelas professoras Fátima Amorim e Socorro Santos, do Instituto Federal de Alagoas (Ifal), faz parte da coletânea de artigos organizados no livro "Educação e Cultura Escolar: Focus Contemporâneos".

O livro, lançado pela Edufal, foi organizado pelos professores Paulo Marinho, da Universidade do Porto, e Marinaide Freitas, da Ufal. O artigo escrito pelas professoras do Ifal parte de uma pesquisa com professores e diretores do Campus Marechal Deodoro, a partir da pergunta: "Como você vê os estudantes do Proeja na escola?".

Professora Fátima na sessão de autógrafosAs respostas foram analisadas a partir do pensamento do pesquisador português Santos Guerra e mostra contrastes entre discursos oficiais e a realidade cultural vivida por estudantes do programa de Educação de Jovens e Adultos no campus. 

Para Fátima Amorim, ainda há poucas publicações no Brasil sobre cultura organizacional escolar, muitas delas baseadas em estudos de Portugal. "Este é um livro híbrido, com autores brasileiros e portugueses. São os pontos de vista de vários autores sobre a mesma temática, com uma gama maior de intenções, vivências, experiências e recomendações. Queremos lançar o livro em Marechal Deodoro no início de 2019", explica Fátima.

Também aconteceu em 2018: EJA em Goiás

Professores e pedagoga responsáveis pelos estudos da EJA no Campus MarechalEm maio de 2018, foi realizado o 1º Encontro Nacional da Educação de Jovens e Adultos, no Instituto Federal de Goiás (IFG) – Câmpus Goiânia, nos dias 21, 22 e 23. Além de analisar os 10 anos do Proeja no Brasil, o encontro produziu documentos e propôs um pacto institucional para fortalecer a Educação de Jovens e Adultos (EJA) nos institutos federais, considerando o compromisso da Educação Profissional relacionado aos jovens e adultos brasileiros excluídos do processo formal de educação.

O Ifal teve forte presença no evento, com a participação de uma equipe de pesquisadores dos campi Maceió e Marechal Deodoro em três mesas-redondas na programação. O Campus Marechal Deodoro esteve representado pelas professoras Fátima Amorim, Socorro Santos, Lídia Fabiana e Tâmisa Vicente; pelos professores Anderson Campos e Romero Fortunato; e pela pedagoga Vanda Cardoso.

Lembrando 2018: Estudante lança história em coletânea nacional

Estudante Jackson Filipe teve história publicada em coletâneaO jovem Jackson Filipe Santos foi um dos destaques do Campus Marechal Deodoro em 2018. Ele decidiu voltar a estudar aos 20 anos de idade e refazer todo o Ensino Médio no curso técnico em Cozinha do Proeja. Em seguida, foi aprovado no curso superior da instituição e hoje, aos 26 anos, já pensa em seguir a carreira de professor na área de gastronomia.

A trajetória do deodorense foi publicada no livro "Histórias que merecem ser contadas", uma coletânea nacional que marcou os 10 anos do Proeja no Brasil. Em 19 de julho, o livro foi lançado na escola, dentro de um evento que debateu o EJA na Rede Federal.