Você está aqui: Página Inicial > Campus > Site > Marechal Deodoro Notícias > Estudante de Marechal Deodoro tem história publicada em coletânea nacional

Notícias

Estudante de Marechal Deodoro tem história publicada em coletânea nacional

Depois de concluir curso técnico do Proeja, Jackson Filipe entrou no ensino superior no Ifal

por Acássia Deliê publicado: 30/12/2017 00h50 última modificação: 30/12/2017 01h04
Exibir carrossel de imagens Jackson sonha seguir carreira de professor na área de gastronomia

Jackson sonha seguir carreira de professor na área de gastronomia

Quem estuda no Instituto Federal de Alagoas (Ifal) em Marechal Deodoro provavelmente já ouviu falar sobre o jovem Jackson Filipe. Filho de pescador, ele decidiu voltar a estudar aos 20 anos de idade e refazer todo o Ensino Médio no curso técnico em Cozinha do Proeja (Educação de Jovens e Adultos). Em seguida, foi aprovado no curso superior da instituição e agora, aos 26 anos, já pensa em seguir a carreira de professor na área de gastronomia. A trajetória do deodorense acaba de ser publicada nas páginas do livro "Histórias que merecem ser contadas", uma coletânea nacional que marca os 10 anos do Proeja no Brasil.

A iniciativa é do Instituto Federal Sul-Rio-Grandense (IFSul), que selecionou histórias inspiradoras de todo o país. "Eu ainda não acredito que fui selecionado, minha mãe ficou muito feliz. Eu sei que vou incentivar outras pessoas a não desistirem dos estudos e dos seus sonhos", disse Jackson, emocionado. Sobre o Proeja, ele lembra como o programa foi responsável por mudar radicalmente a sua vida: "Antes, eu nunca pude expor as minhas ideias, as minhas necessidades. Aqui, eu consegui entender tudo o que eu posso oferecer à sociedade".

Incentivado por servidores do Ifal, foi o próprio jovem quem escreveu a história intitulada "Mudanças que os estudos fizeram em minha vida". Para a professora Fátima Amorim, pesquisadora e entusiasta do Proeja no Campus Marechal Deodoro, a publicação da história é motivo de orgulho para a escola e servirá de estímulo para estudantes dos cursos técnicos noturnos. "Jackson já é tido como um exemplo por outros colegas e agora será ainda mais. A força de vontade dele é inspiração para quem trabalha durante todo o dia e precisa estudar à noite. Estamos muito orgulhosos por mais essa conquista", afirma a professora.

O projeto “Histórias que merecem ser contadas” busca enaltecer histórias de mulheres e homens estudantes do Proeja no Brasil, através de suas próprias palavras, ilustrando como a educação pode ser um exercício de empoderamento e fortalecimento das classes populares. Em 2018, após a volta às aulas, o estudante Jackson Filipe fará uma sessão de autógrafos no Campus Marechal Deodoro. A data ainda será marcada e divulgada pela direção da escola.

Jackson durante evento gastronômico: inspiração para colegas