Você está aqui: Página Inicial > Campus > Site > Maragogi Notícias > Jornal Escolar desperta visão crítica em estudantes de Porto Calvo

Notícias

Jornal Escolar desperta visão crítica em estudantes de Porto Calvo

por Bartolomeu Honorato publicado: 25/05/2018 09h37 última modificação: 25/05/2018 09h46
Exibir carrossel de imagens Alunos do projeto visitam campus

Alunos do projeto visitam campus

A lama e os buracos em algumas ruas do município do Porto Calvo, litoral norte de Alagoas, e a história de mulheres que resolveram montar o próprio negócio viram notícias nas mãos dos estudantes da escola municipal deputada Ceci Cunha. Eles integram o projeto de extensão Jornal Escolar, desenvolvido naquela cidade pelo Instituto Federal de Alagoas, campus Maragogi.

Para o professor de Português, Gutemberg Lima, a iniciativa ajuda os estudantes a melhorarem a produção escrita em sala de aula e fora dela. Além disso, ele aponta o olhar crítico na sociedade como o maior benefício que o projeto desenvolve nos estudantes do ensino fundamental de Porto Calvo. “Observam o problema e vão abordá-lo com quem sabe o assunto. Eles deixam de ser expectadores e passam a ser pessoas observadoras e atuantes na cidade”, declara Gutemberg.

A história da cabeleireira Elitânia da Silva, 41 anos, ganhou destaque na edição de maio do periódico 'Porto Calvo in foco'. Na reportagem, assinada por Maria Alícya Silva, a empreendedora conta à estudante que é necessário comprometimento com o trabalho e entusiasmo para manter o salão de beleza em funcionamento. Divulgação dos serviços oferecidos na mídia local também faz parte da estratégia para conquistar novos clientes.

“Eu achava que se você fizesse o micro-empreendedorismo de qualquer jeito, estava bom. Mas é preciso ter esforço, trabalhar duro, não é de qualquer jeito. No Jornal Escolar, a gente não só aprende Português, aprende outras coisas que não sabemos”, conta Maria Alícya Silva. O projeto já existe há cinco anos.