Você está aqui: Página Inicial > Campus > Site > Maragogi Notícias > Brincadeiras de criança inspiram espetáculo de dança

Notícias

Brincadeiras de criança inspiram espetáculo de dança

"Infanto", apresentação organizada por estudantes de Maragogi, também levou ao público fase triste de crianças

por Bartolomeu Honorato publicado: 25/09/2018 14h32 última modificação: 25/09/2018 14h32
Apresentação no auditório Oscar Sátyro

Apresentação no auditório Oscar Sátyro

Momentos de alegria e de tristeza da fase infantil inspiram a montagem do espetáculo de dança “Infanto”, apresentado pelo grupo teatral Cruzeiro do Norte ao público, na abertura do 3º Congresso Acadêmico do Instituto Federal de Alagoas (Ifal), nesta terça-feira (25), em Maceió. O evento ocorre até quinta-feira (28) e reúne todos os campi da instituição de ensino.

Brincandeiras do elástico,  pula-corda e amarelinha compõem o primeiro momento do “Infanto”. O coreógrafo Wymilis Jackson do Nascimento destaca que essa fase representa sonhos e alegria da criança. Depois, começa a sofrer ao ver que seus pais passam boa parte do dia longe de casa. “Ela se sente deixada de lado quando vê seus pais saindo para trabalhar, mas eles fazem isso parar dar uma boa a vida a ela”, explica. A terceira fase compreende o tempo em que ela sofre calada. “Acumula toda essa tristeza da vida e guarda para si”, completa.

Para o professor de Artes, Ricardo Araújo, envolvimento de estudantes em atividades culturais leva o adolescente a ser protagonista na música, na dança e no teatro. “Quando aquilo parecia difícil para esses alunos – e que você só via os outros fazendo em algum lugar -, eles chegam ao entendimento de que podem dançar, cantar e fazer teatro muito bem”, acredita. O grupo Cruzeiro do Norte, sediado no campus Maragogi, montou o “Infanto” em dois meses.

Além do espetáculo de dança, o grupo sopro harmômico, que também é formado por estudantes do ensino médio do campus Maragogi, animou o primeiro dia do Conac. Os jovens da flauta doce levaram ao público canções nordestinas, como Asa Branca, de Luiz Gonzaga. A apresentação ocorreu no início da tarde.