Você está aqui: Página Inicial > Campus > Site > Maragogi Notícias > Alunos apresentam ao campus projetos criados em disciplinas de Agroecologia

Notícias

Alunos apresentam ao campus projetos criados em disciplinas de Agroecologia

por Bartolomeu Honorato publicado: 20/03/2019 14h28 última modificação: 21/03/2019 10h08
Dez apresentações ocorreram no campus

Dez apresentações ocorreram no campus

Uso da energia solar na produção de fruticultura, cultivo de hortas suspensas em pequenos espaços e produção de mel de abelha. Esses e outros temas ligados à agroecologia se tornaram projetos nas mãos de alunos do Instituto Federal de Alagoas, campus Maragogi. A apresentação dessas iniciativas a outros estudantes e professores ocorreu, nesta terça-feira (19), no auditório da instituição.

Estudantes das turmas da manhã e da tarde participaram da atividade, que contou ainda com a presença de alunos novatos. ‘O sol como motor produtivo’ foi um dos dez projetos apresentados no auditório do campus. Segundo Ismael Lucas dos Santos Silva,  que atua no projeto, essa iniciativa potencializa a Produção Agroecológica Integrada e Sustentável (PAIS). “O Pais é baseado na preservação e no respeito ao solo, ao meio ambiente e ao ser humano, em condições econômicas, trabalhistas e sociais justas. Ele integra as produções animal e vegetal”, explica.

Em fase de implantação, o ‘O sol como motor produtivo’ possui canteiros em semi-círculos onde serão produzidas hortaliças, plantas medicinais, culturas regionais e fruticultura de pequeno porte. Madeira e garrafas pets fazem parte da estrutura montada no campus. O sol é a fonte de energia para funcionamento do projeto, que deverá receber placas de energia solar, numa parceria entre o Instituto e uma empresa do segmento de placas fotovoltaicas. “Elas darão rendimento melhor ao projeto e trarão economia de energia”, disse o estudante de Agroecologia, Mateus de Carvalho Braga.

Outra iniciativa apresentada ao público foi a horta suspensa, que utiliza latas, garrafas pets, canos de PVC para a confecção de pequenos vasos para o cultivo. “Você mesmo vai produzir seu alimento e vai saber a origem do mesmo. Há também a praticidade, pois não exige muito conhecimento técnico para composição de sua horta”, explica a estudante Samara Nascimento. O projeto está em fase teórica por parte de seus integrantes.

Segundo o professor Alcides Militão, as dez apresentações fazem parte das disciplinas de Sistema de Produção Agropecuária e Administração e Economia Rural, sendo que algumas envolvem até outras matérias de sala de aula. “Todos eles foram de autoria dos alunos. A gente só orientou. Alguns são levados adiante, como a horta terapêutica em São Luiz do Quitunde e o Pais”, comenta o professor. Ele acrescenta que, além de aprenderem como fazer projetos, os alunos ficam mais desinibidos no contato com o público e na oratória.