Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Ifal completa 50 servidores empossados em 2017

Notícias

Ifal completa 50 servidores empossados em 2017

por Jhonathan Pino - jornalista publicado: 08/05/2017 10h01 última modificação: 08/05/2017 10h01

Nesta sexta-feira, 5, 16 novos servidores foram empossados pelo reitor Sérgio Teixeira, na Reitoria do Instituto Federal de Alagoas (Ifal). Eles completaram as primeiras cinco dezenas dos cerca de 300 que serão admitidos na instituição, durante o todo ano de 2017. Assim como os que lhes antecederam, eles são de origens diversas e já entram no instituto com qualificações além das exigidas pelos concursos.

Todos os empossados nesta última turma, já concluíram, ou estão com graduações em andamento, mesmo para aqueles cargos em que isso não é exigido, como é o caso de assistentes em administração e de aluno. Eles poderão colocar suas habilidades em prática nos campi Santana do Ipanema, Piranhas, Viçosa, São Miguel dos Campos, Murici, Satuba, Penedo, Batalha e a Reitoria.

Ao menos cinco estados estão representados nessa lista de novos servidores, como a cearense Gicelle de Souza, que será bibliotecária do Campus Piranhas, ou a baiana Raíza de Araújo, que ocupará o cargo de nutricionista no mesmo campus. Ainda há pernambucanos, como o publicitário Jônatas Rocha, que será programador visual da Diretoria de Educação a Distância (Diread), e o graduando em Ciências da Computação, Filipe Esteves do Rego, novo assistente de aluno, do Campus São Miguel dos Campos.

Mas a grande maioria é formada por alagoanos do interior do estado, como o arapiraquense Erivaldo Amancio e santanense Anna Beatriz Vieira, que serão respectivamente assistentes de aluno e administração do Campus Santana do Ipanema, ou mesmo o ex-aluno do curso técnico em eletrotécnica do Campus Palmeira dos Índios, Frankleython Pereira, que assume o mesmo cargo em que se formou, no Campus Penedo.

Aprovados nascidos na região onde serão lotados

Para recebê-los, estiveram presentes à cerimônia de posse, diretores e representantes de todos os campi beneficiados. Eles foram representados pelo professor Ricardo Aguiar, diretor do Campus Piranhas, que falou da alegria em receber uma nutricionista, uma bibliotecária e dois assistentes de alunos.  “Hoje o Instituto é reconhecido não só em Alagoas, mas em todo o país e isso se deve não só a atual gestão, como também ao gás dado pelos novos servidores, chegados nos últimos anos”, pontuou.

O reitor ressaltou que a felicidade do professor Ricardo se dava principalmente pela ida de mais dois servidores da própria região, que provavelmente colaborarão para a estabilidade do grupo no Campus.

“O Campus Piranhas sofre bastante com os processos de remoção e redistribuição dos servidores. Muitos que vão trabalhar lá acabam pedindo para voltar para as suas regiões de origem, outros são de estados diferentes e depois são redistribuídos, mas o importante é que vocês continuam sendo dos institutos federais. No entanto, a decisão pela regionalização dos concursos, com a distribuição de vagas para cada campi, facilita a estabilização de servidores em seus próprios municípios e isso gera benefícios para todo o grupo”, pontuou.

O reitor estava acompanhado dos pró-reitores de Extensão (Proex), Carlos Henrique Almeida, de Desenvolvimento Institucional (PRPI), Carlos Guedes, e de Ensino (Proen), Luiz Henrique Lemos. O último apontou a importância da expansão do Ifal nos últimos sete anos.

“A instituição passou de 4 mil para cerca de 22 mil alunos, nesse tempo. A maioria de vocês, empossados, vão lidar diretamente com os alunos, e vocês vão perceber que a partir do ensino, nas 16 unidades, estamos fazendo transformações não só na vida dos alunos, como em suas comunidades. Eles estão levando os conhecimentos adquiridos na instituição para fora dela e transformando suas realidades”, relatou Luiz Henrique.

registrado em: